Blog da Gerencianet

Pagamentos on-line, empreendedorismo e e-commerce

Pessoa física pode emitir boleto?

Editor Gerencianet

09/11/2017

O mercado da atualidade possui uma grande competitividade e, por isso, os empreendimentos que querem sobreviver precisam oferecer recursos que facilitem a relação com seus clientes e o processo de compra.

Um dos pontos mais relevantes neste sentido é oferecer diversas formas de pagamento, como cartão de crédito e boleto. Porém, quando se trata deste assunto, sempre surge uma dúvida: pessoa física pode emitir boleto?

Elaboramos este artigo para tirar suas dúvidas sobre esta questão, além de fazer um passo a passo para lhe ajudar a colocar em prática. Continue a leitura e confira!

Os pré-requisitos

É importante ressaltar que não há, inicialmente, nenhuma restrição para que uma pessoa física possa emitir boleto, apesar de essa ser uma forma de cobrança mais comum entre pessoas jurídicas.

O passo a passo

O primeiro passo para a emissão desses títulos é a manutenção de uma conta-corrente em alguma instituição bancária ou em uma plataforma intermediadora de pagamentos, como a Gerencianet. A conta bancária será utilizada para o direcionamento dos fundos cobrados por meio dos boletos. Se você optar por uma conta na Gerencianet não é necessário ter uma conta corrente em seu nome, uma conta poupança já é o suficiente.

Neste modelo tradicional de emissão de boletos, por meio da conta bancária, existem algumas tarifas a serem pagas pelo cliente que emite o boleto.

A carteira de cobrança

Ao optar por emitir seus boletos junto a um banco, você deverá escolher uma carteira de cobrança, que é o modo como vai tratar o boleto recebido. Existem duas opções principais de carteira de cobrança nas instituições bancárias:

Carteiras não registradas

O banco não realiza um controle sobre o número de boletos emitidos pelo cliente. A tarifa é cobrada apenas quando o boleto é pago e os dados de prazo e valor devem ser inseridos diretamente no boleto no momento do pagamento.

Em uma primeira impressão, este tipo de carteira pode parecer interessante, mas basta avaliarmos algumas situações para verificar que esta opção traz muitas desvantagens.

As regras do Banco Central mudaram e boletos sem registro, como são chamados os boletos emitidos por carteiras não registradas, só podem ser emitidos com valor inferior a R$2.000,00.

Além do mais, o banco não realiza controle sobre os boletos recebidos por esta categoria de carteira, sendo de inteira responsabilidade do cliente verificar quais os pagamentos estão sendo realizados e quando.

O plano da Febraban, federação que reúne os maiores bancos do país, é dificultar o uso desta modalidade de carteira até o fim de 2017.

A partir de 2018, boletos sem registro só serão aceitos nos bancos que os emitiram, acarretando em falta de mobilidade para o cliente que deseja realizar o pagamento em outro lugar.

Carteira registrada

Neste modelo, todos os boletos gerados deverão ser “registrados” junto ao banco com a emissão e envio do “arquivo de remessa”.

Este arquivo conta com informações que serão utilizadas pelo banco para realizar o controle do pagamento dos boletos. Entre as informações enviadas estão o CPF do cliente, valores e data de vencimento.

Com esta opção, cada boleto emitido gerará algumas tarifas a serem pagas por você, independentemente se seu cliente realizou a quitação deste boleto ou não. Este serviço possui um número maior de tarifas, como registro do boleto, cancelamento, liquidação, protesto e alteração, que podem encarecer muito a operação.

Para poder utilizar estas opções de cobrança por boleto, você ainda deve passar por um processo de homologação junto ao banco. Este processo consiste em criar de 10 a 20 boletos fictícios e enviá-los à instituição bancária para que ela verifique se a emissão está em conformidade com seus padrões.

Este procedimento visa evitar erros futuros na emissão e, consequentemente, no recebimento dos boletos. No caso da carteira registrada, será necessário também criar e enviar um arquivo de remessa fictício.

A Gerencianet

No entanto,  se você deseja um modelo mais prático e com custo menor, existem também empresas especializadas como a Gerencianet para geração e emissão eletrônica de boletos registrados.

Nossa plataforma on-line é bastante intuitiva, permitindo aos usuários a gestão dos pagamentos, a emissão de relatórios sobre a situação cadastral de cada cliente e das cobranças pendentes, o envio de lembretes a respeito de pagamentos ainda em aberto, dentre outras possibilidades.

A plataforma oferece um completo serviço de gestão e de emissão eletrônica desses títulos. O cliente — pessoa física — se cadastra no site e escolhe o plano de serviços mais adequado a suas necessidades de cobrança. A partir daí já se parte para a geração e o envio. O boleto gerado também é registrado, oferecendo os mesmos benefícios e segurança da carteira registrada, mas a tarifa só é cobrada em caso de confirmação de pagamento. Ou seja, são cobradas menos tarifas do que os bancos.

Cada boleto é emitido eletronicamente com as informações sobre os clientes e sobre a natureza da cobrança — itens cobrados, quantidade,  juros e vencimento, por exemplo.

O boleto contém um código numérico, sua linha digitável, e um código de barras, o que facilita seu pagamento eletronicamente, por meio de caixas rápidos, pela internet, pelos leitores dos caixas de supermercado ou por aplicativos de celular.

Pode-se optar pela forma ideal para o envio dos boletos, como por e-mail ou em formato PDF, bem como pela transmissão de lembretes sobre o vencimento desses títulos, que podem ser encaminhados aos clientes por mensagens de celular ou também por e-mail.

Além disso, é possível receber as confirmações de pagamento, gerir os valores cobrados, manter um cadastro sempre atualizado de clientes e visualizar o histórico de pagamento de cada cadastro.

Algumas vantagens:

  • tarifa fixa e personalizada de acordo com as necessidades do seu negócio;
  • retorno automático;
  • boleto registrado sem tarifa de emissão, baixa ou cancelamento;
  • pagamento de contas de consumo direto na plataforma Gerencianet sem custos;
  • sem cobrança de mensalidade.

Nem todas as plataformas trabalham desta forma, porém a Gerencianet foi pioneira em oferecer boleto registrado com esta vantagem.

Gostou deste post? Se quiser aprender ainda mais sobre como emitir boleto, leia este artigo para entrar em contato com mais informações e solucionar suas possíveis dúvidas.

 

Quero emitir boletos agora mesmo

Categoria

Prestadores de Serviço

Ver todos os posts desta categoria

Caso você seja um cliente Gerencianet ou efetuou um pagamento por meio do nosso serviço e precisa de suporte, clique neste botão e abra um ticket:

ABRIR TICKET DE SUPORTE
Os melhores conteúdos sobre tecnologia de pagamentos e gestão na sua caixa de entrada.

Deixe seu e-mail e receba gratuitamente:

Carregando...