Abrir conta digital grátis Carregando

Você sabe diferenciar Receitas e Despesas, Entradas e Saídas?

Publicado em 09 de maio de 2016 (atualizado em 23 de setembro de 2019)
Você sabe diferenciar Receitas e Despesas, Entradas e Saídas?

Receitas e despesas, entradas ou saídas. Nem sempre termos semelhantes querem dizer a mesma coisa no mundo das finanças. Para ter uma contabilidade bem organizada e gastar de maneira eficiente, é preciso entender bem a diferença.

A receita é gerada pela venda de serviços e produtos, mas também tem outras fontes. Já as despesas são os gastos que a empresa deve fazer para se manter funcionando. E o que isso tudo tem a ver com entrada e saída de capital? Vamos entender melhor a seguir!

Como ter uma gestão perfeita em um negócio de contabilidade

Receita: o que é?

A receita é todo capital que entra proveniente da atividade empresarial, como venda de produtos, serviços, rendimentos de aplicações financeiras, cobrança de royalties etc. Ou seja, é um dinheiro que contribuirá como parcela positiva na hora de fazer as contas do lucro gerado. Então, a diferença fundamental está no fato de que gera aumento do ativo patrimonial da empresa. Caso contrário, não será receita.

Receita e entrada não podem se confundir

Receita então é entrada de capital? Não. Imagine que sua empresa pegou um empréstimo no banco. Naquele mês o caixa inflou com essa entrada de dinheiro, mas esse capital terá de ser pago em parcelas, com juros e provavelmente foi pego para ser gasto em outras coisas. Esse capital sairá, não é mesmo? Também não poderá ser usado lá na frente na apuração dos resultados. Ou seja, essa entrada só influenciará nas contas do fluxo de caixa e não contribuirá para aumentar o patrimônio da empresa.

Conceituando a despesa

A despesa é mais ou menos o “sacrifício” que a empresa tem de fazer para se manter funcionando, como pagamento do pró-labore, impostos, o aluguel da sala, material de escritório ou salários do pessoal administrativo. É o que se investe na administração da empresa e que não está ligado diretamente à produção dos bens que serão comercializados. A despesa não aumentará o patrimônio ativo da empresa.

Despesa não é igual à saída?

A despesa é uma parte das saídas, mas não representa tudo. As saídas de capital podem se dividir em investimento, custo e despesa. Exemplo: se você compra uma máquina, aumenta o ativo da empresa (pode inclusive ser vendida mais tarde). Se você compra um carro para fazer entregas, aumenta o ativo da empresa – é um investimento. Já a gasolina e o dinheiro com mecânica serão despesas (reparou que não está ligado diretamente à produção como explicado antes?). Pois bem, e os custos?  Estes representam as saídas relacionadas diretamente à produção: matéria-prima, salários da mão de obra, dentre outros.

E para que serve saber essa diferença? Porque se conseguirmos separar, por exemplo, despesas administrativas dos custos de produção, podemos verificar se está valendo a pena produzir um determinado produto – ou seja, descobriremos a margem de contribuição dele. Receita e despesa são conceitos essenciais na apuração de resultados. Lembre-se que receita – despesa = lucro (ou prejuízo, se o valor for negativo).

Ter em mente as diferenças entre esses conceitos faz parte da vida do gestor que quer manter as contas da empresa organizadas. E possuir uma ferramenta de cobrança, como a Gerencianet, ajuda muito no controle dos recebimentos. Quer saber mais? Então navegue no nosso site e conheça as vantagens!

Manual Financeiro para Empreendedores

Categoria

Financeiro

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. OK