Abrir conta digital grátis Carregando

Como receber pelo Pix? 4 maneiras + 3 dicas para usar em seu estabelecimento

Publicado em 26 de julho de 2021 (atualizado em 16 de setembro de 2021)
Atendente recebendo pagamento pelo Pix integrado à maquininha de cartão, enquanto o cliente usa o seu smartphone para ler o QR Code

Receber pelo Pix é o que você precisa para modernizar as formas de pagamento e reduzir os custos do seu negócio? Então, veja como você pode aceitar os pagamentos instantâneos com as dicas que preparamos para você!

Definitivamente o Pix conquistou os brasileiros em poucos meses do lançamento. Uma pesquisa da área de inteligência de mercado da Globo mostra, inclusive, que praticidade e rapidez são as características preferidas de quem aderiu ao sistema do Banco Central (BC).

Os empreendedores — de todos os segmentos e tamanhos de negócio — já notaram na ferramenta um grande potencial receber pagamentos em tempo real pelo Pix e de fechar novos negócios.

Nesse artigo, selecionamos as principais vantagens em oferecer essa forma de pagamento. Além disso, pensamos em algumas dicas para destacar seu negócio diante da concorrência. 

Se você tem um estabelecimento físico, saiba que é possível adotar algumas estratégias simples para avisar o seu cliente que você aceita o Pix. Veja só!

3 vantagens de receber pelo Pix no seu comércio

1. Agilidade nas vendas

Com o Pix, o empreendedor consegue receber valores instantaneamente, direto na conta, e tem disponibilização imediata do valor transferido; além da redução das etapas no checkout. Tudo isso dá mais agilidade às vendas.

2. Redução de custos

Os pagamentos instantâneos eliminaram, ainda, a necessidade de intermediários na negociação. Isso acabou por facilitar a comunicação entre a conta recebedora e a conta pagadora e, por isso, reduzir custos em muitos casos. 

Em geral, são essas interferências que tornam as transações como TED e DOC mais caras — já que muitas vezes elas geram tarifas.

VEJA TAMBÉM: Como funciona o Pix? Tudo sobre o ecossistema de pagamentos instantâneos

3. Eficiência no fluxo de caixa

A adesão ao Pix facilita o controle da entrada e saída de dinheiro do caixa, uma vez que tudo é registrado eletronicamente

Esse fator também facilita a gestão de estoque para e-commerces, por exemplo. Além disso, o pagamento instantâneo pode te ajudar a reduzir a necessidade de crédito. Afinal, o Pix possibilita o acesso ao dinheiro de forma imediata. 

Confira, aqui, outras vantagens do Pix para o varejo.

Como receber pelo Pix? Descubra 4 possibilidades

1. QR Code

A primeira e mais usual possibilidade para receber pelo Pix é via QR Code. Em resumo, o QR Code é uma espécie de código de barras de duas dimensões capaz de armazenar dezenas de informações. 

Pode ser lido por meio da câmera de um smartphone, o que facilita as transações por qualquer pessoa. Na prática, ao apontar a câmera de um celular para a imagem dentro do aplicativo da instituição financeira ou de pagamento, o cliente consegue fazer uma transferência de valores instantaneamente.

Ou seja, ao invés de passar os dados bancários para receber um valor, é possível gerar o QR Code e compartilhá-lo diretamente com quem precisa pagá-lo.

Existem dois tipos de QR Code. A saber:

QR Code estático

Na prática, um QR Code estático é como uma etiqueta de preço único. Ele não muda e você, empreendedor, pode utilizá-lo para cobrar o mesmo valor de várias pessoas.

De acordo com o Banco Central, o QR Code estático pode ser usado em duas situações:

  1. Quando o recebedor define um valor fixo para um produto. Ou seja, o cliente abre a página de transferência, aponta a câmera do celular para o QR Code e o valor da transferência já aparece automaticamente na tela.
  2. Quando o pagador insere um valor a ser transferido. Ou seja, o cliente aponta a câmera e consegue inserir manualmente o valor que será depositado diretamente para a conta do empreendedor.

Ainda segundo o BC, o QR Code estático é mais apropriado para pessoas físicas, pequenos varejistas e prestadores de serviços.

Esse é o QR Code presente no aplicativo da sua Conta Digital Gerencianet. Você pode usá-lo para cobrar seus clientes e receber pelo Pix gratuitamente. 

QR Code dinâmico

Diferente da versão estática, o QR Code dinâmico é único para cada transação. Isso significa que ele só pode ser usado uma única vez. Portanto, para fazer uma segunda cobrança usando um QR Code, é necessário gerar um novo.

Além disso, segundo o BC, também é possível incluir outros dados e informações no QR Code, como a identificação do recebedor.

O QR Code dinâmico está em nossa API Pix. É ideal para estabelecimentos que emitem grandes quantidades, como supermercados e lojas de departamento.

2. Chave Pix

A Chave Pix é uma maneira simples de identificar uma conta bancária e agilizar as transferências. Para usá-la, é preciso cadastrar um e-mail, CPF/CNPJ, número de celular ou uma chave aleatória. 

Já para receber pelo Pix, basta informar a chave cadastrada ao seu cliente. Depois, no aplicativo da instituição bancária, ele irá inseri-la no campo solicitado. 

Dados conferidos, transação feita e dinheiro na conta! 

Manual do Pix para Negócios

3. Dados da conta

Se você ainda não configurou a Chave Pix e não gerou um QR Code, mas o cliente prefere esse meio de pagamento, também dá para receber pelo Pix usando os dados bancários da sua conta. 

É um caminho mais longo, mas basta o cliente inserir os dados manualmente, assim como faz em uma transferência TED e DOC.

Ou seja, o cliente precisará informar o banco, a agência, a conta, o dígito, o tipo de conta e outros dados importantes sobre o recebedor. 

Mas lembre-se: esta opção só é válida se o recebedor tiver conta em um banco ou instituição participante do Pix.

4. Copia e Cola

Por fim, a última das possibilidades é o processo chamado “Copia e Cola“. Ele é útil para usar com aqueles clientes que não conseguem (ou não querem) escanear o QR Code.

Resumidamente, essa função permite gerar um código a partir dos dados contidos no QR Code. Para quem vai receber um pagamento pelo Pix, basta gerar um QR Code no aplicativo em que você possui conta e copiar o código Pix. Depois é só compartilhar o código com quem vai te pagar — isso pode ser feito via e-mail ou WhatsApp, por exemplo.

Essa é uma opção muito usada por compras online, via aplicativos de mensagens, uma modalidade de negócio que tem crescido nos últimos tempos.

3 dicas para incentivar o pagamento por Pix no seu estabelecimento

Agora que você conhece as vantagens e sabe como receber pelo Pix, veja algumas dicas que selecionamos para fazer com que essa informação chegue ao seu cliente. Sobretudo se o seu negócio funciona de maneira física.

Aceita Pix? Deixe seu cliente saber!

Se o seu estabelecimento aceita o Pix, é hora de avisar a clientela. Para isso, não poupe esforços. 

Insira a informação onde puder: em placas na calçada, avisos no balcão, no cardápio, etc. Tudo para mostrar ao seu cliente que nesse estabelecimento é possível pagar usando apenas o smartphone.

A dica também vale para aqueles que operam exclusivamente online. É possível inserir banners que informam a disponibilidade do Pix. Por exemplo:

Ícones das formas de pagamento aceitas no e-commerce, representando as bandeiras de cartão e o Pix

Imprima ou faça um totem com o QR Code Pix

Uma outra dica, caso você utilize QR Code estatístico, é imprimi-lo e disponibilizá-lo facilmente no caixa. Assim, na hora de realizar o pagamento, o cliente pode simplesmente apontar a câmera do celular para o totem e fazer a transferência em poucos segundos.

QR Code para receber pelo Pix no caixa do supermercado

Oferecer descontos para pagamento por Pix

A última dica é ter uma política diferenciada para pagamentos via Pix, tal como muitos estabelecimentos já têm em relação aos pagamentos em dinheiro ou débito.

Isso é possível uma vez que o Pix não tem intermediadores, como os cartões de crédito, que em geral cobram uma anuidade para o usuário e uma tarifa percentual em cima da compra para o fornecedor. 

Por isso, faça as contas e veja quanto é possível oferecer como forma de incentivar o Pix em seu estabelecimento.

Precisa gerar muitos QR Codes? Integre a API Pix 

Já ouviu falar na API Pix? Antes mesmo do lançamento do Pix, no fim de 2020, o Banco Central disponibilizou essa funcionalidade com o intuito de facilitar a emissão e gestão de cobranças. 

Essa solução é pensada para e-commerces, médias e grandes empresas que têm um alto volume de requisições e precisam automatizar o processo.

A principal função da API é a geração de QR Code dinâmico que, como explicamos, possui informações mais detalhadas sobre a operação, facilitando, assim, a conciliação e a automação comercial. Além disso, a API Pix permite: 

  • Criação e gestão de cobranças.
  • Verificação da liquidação (consulta de status).
  • Realização de estorno de um pagamento. 

Tudo isso controlado pelo SPI (Sistema de Pagamentos Instantâneos) do Banco Central.
A Gerencianet, referência em recebimentos no Brasil, possui uma API Pix pronta e disponível para integração com as soluções de qualquer empresa. 

Quero receber Pix no meu varejo

Além disso, estabelecimentos que já utilizam a solução SiTef, da Software Express, para receber pagamentos, já podem utilizar o Pix da Gerencianet nos terminais POS, mobile, PDVs com Pin Pad ou autoatendimento.

Saiba mais em: Gerencianet é homologada na Software Express para levar o Pix ao varejo

Viu só como receber pelo Pix e ampliar as possibilidades é interessante para o seu comércio? Com o Pix gratuito do app da Conta Digital Gerencianet, criada com foco nos MEIs e pequenos empresários ou com a API Pix, você passa a aceitar o Pix no seu estabelecimento fácil, fácil!

Categoria

Pix

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. OK