Abrir conta digital grátis Carregando

Pix é gratuito? Entenda tudo sobre o custo do Pix

Publicado em 23 de setembro de 2020 (atualizado em 14 de outubro de 2021)
Na imagem: uma mão segurando um smartphone com imagem de um QR Code, representando o custo Pix

O Pix é grátis para pessoa física? Pix tem custo para pessoa jurídica? Essas e outras dúvidas sobre o custo do Pix são muito comuns.

Mas, para tirar de vez essas dúvidas e deixar você por dentro do universo do novo pagamento instantâneo, criamos esse conteúdo. Aqui, você vai entender tudo sobre as taxas do Pix. Vem comigo!

O que é Pix, mesmo?

Pix é o novo meio de pagamento do Banco Central (BC). Lançado em novembro de 2020, o Pix veio para transformar os hábitos financeiros dos brasileiros com a nova possibilidade de enviar e receber pagamentos instantâneos. 

O Pix propõe facilitar a comunicação entre duas contas e inovar o sistema de pagamentos do país. Com o Pix, é possível a transferência de valores entre pessoas, empresas e até recolhimentos de impostos do governo, entre outras possibilidades.

Nesse novo cenário, é possível realizar transações em tempo real, todos os dias do ano, em qualquer horário. O custo do Pix é muito menor do que estamos acostumados a pagar por TED e DOC, por exemplo.

E o melhor: você não precisa de um aplicativo exclusivo para fazer e receber um Pix. Você pode usar diretamente no aplicativo de sua instituição financeira ou de pagamento, desde que ela ofereça o recurso.

Entendendo o custo do Pix para pessoas físicas e jurídicas

Primeiramente, é importante entender que o Banco Central é a instituição reguladora do Pix. Ou seja, é quem define as regras de funcionamento do novo arranjo de pagamento.

Dessa forma, o BC determinou que pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEI) são isentos do custo do Pix em duas situações:

  • ao fazer um Pix: enviar recursos, com o intuito de transferência e de compra;
  • ao receber um Pix: receber recursos, com a finalidade de transferência.

Porém, há exceções nessa regra. Segundo o BC, o Pix pode ser tarifado para pessoas físicas e MEIs quando:

  • fazer um Pix: ao utilizar canais de atendimento presenciais ou por telefonia mesmo havendo meios eletrônicos disponíveis;
  • receber um Pix: ao configurar atividade comercial, ou seja, na venda de um produto ou serviço.

Por outro lado, pessoas jurídicas não estão isentas de cobrança de tarifa por parte das instituições financeiras e de pagamento. Pode ter custo o Pix feito para envio ou recebimento de recursos, com a finalidade de transferência ou compra/venda.

As instituições também podem cobrar tarifa pela contratação de serviços acessórios, com o intuito de permitir atividades complementares oferecidas especificamente às empresas.

Por tanto, a cobrança ou não, o modelo de precificação (fixo ou percentual) e o custo do Pix ficam à critério da própria instituição. Lembre-se disso!

Ainda segundo o BC, no pagamento do Pix Cobrança, que se assemelha ao boleto, o pagador não pode ser tarifado. Enquanto na realização do Pix em situação de transferência, o recebedor não pode ser tarifado pela instituição detentora.

Quais critérios configuram atividade comercial?

De acordo com o Banco Central, as instituições financeiras e de pagamento podem tarifar o Pix, para pessoas físicas e jurídicas, quando configurar atividade comercial. 

É o caso de PF e MEI quando:

  • receber recursos por meio do QR Code dinâmico;
  • receber transação por usuário pagador que seja pessoa jurídica, com transação iniciada por meio de QR Code estático, dinâmico ou outra forma de iniciação associada ao Pix Cobrança;
  • receber mais de 30 transações Pix mensais, por conta, usando QR Code estático, chave Pix ou inserção manual de dados. Neste caso, a tarifa do Pix será cobrada a partir da 31ª transação.

Já no caso de pessoa jurídica, isso acontece quando:

  • o usuário pagador é pessoa física;
  • o usuário pagador pessoa jurídica inicia a transação por meio de QR Code estático, dinâmico ou outra forma de iniciação associada ao Pix Cobrança.

Vale lembrar que a cobrança de tarifas pelo Pix é opcional, ou seja, varia de instituição para instituição. 

Aqui na Gerencianet, por exemplo, o Pix não tem custo para pessoas físicas e jurídicas no aplicativo, mesmo quando configurar atividade comercial. Mas isso a gente te explica com detalhes no próximo tópico. Acompanhe!

Custo do Pix na Gerencianet

Antes de te contar o que é gratuito e e qual o custo Pix nas transações pagas, é importante destacar que existem duas opções para se fazer um Pix com a Gerencianet: pelo aplicativo ou pela API Pix.

O app é indicado para clientes que façam poucas emissões diárias. 

Em contrapartida, a API Pix é recomendada para empresários que tenham demandas maiores e queiram automatizar o processo de cobrança via Pix.

Agora que você já conhece as opções, vamos direto ao que interessa: o custo do Pix. Vamos lá?  

Custo Pix usando o aplicativo da Gerencianet

Receber ou fazer um Pix na Gerencianet é totalmente gratuito para pessoa física e jurídica, desde que as transações sejam feitas pelo aplicativo.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, já havia mencionado sobre a gratuidade do Pix para clientes PF. Entretanto, essa possibilidade de cobrança ainda pode ser feita aos clientes PJ e fica a critério de cada instituição.   

Contudo, a Gerencianet escolheu assumir o custo de R$ 0,01 para cada dez transações estabelecido pelo Banco Central. Assim, é possível oferecer transações gratuitas também aos nossos clientes PJ que utilizam o app.

Afinal, este é o nosso propósito: oferecer uma conta digital simples, segura, parceira do seu negócio e com todas as soluções que você precisa. 

Isso significa que fazer um Pix pelo app da Gerencianet é 100% gratuito, tanto para pessoa física quanto para pessoa jurídica.  

Ou seja, se você é um usuário pessoa física, pode enviar valores para outros bancos, pagar as suas compras ou até mesmo quitar os seus impostos via Pix, de forma totalmente gratuita. 

E, se você é um MEI, autônomo ou pequeno empreendedor, pode oferecer a função Pix aos seus clientes sem pagar nada por isso. 

Vale destacar que o pagamento instantâneo promete incluir os desbancarizados que, atualmente, compreendem 45 milhões de pessoas no país. Essa vantagem pode movimentar a economia brasileira, além de criar oportunidades para novos negócios.

Manual do Pix para Negócios

Assista ao vídeo e conheça mais sobre o Pix para Modelos de Negócio da Gerencianet:

Ou, se preferir, ouça este conteúdo pelo no episódio “02. Pix para Modelos de Negócios” do GN Cast, o podcast da Gerencianet.

Custo Pix usando a API Pix da Gerencianet

Agora, se você é um empreendedor que deseja oferecer o pagamento via Pix para os seus clientes de forma automática e em seu próprio sistema, certamente irá optar pela API Pix da Gerencianet.

A API Pix da Gerencianet é uma interface de programação de aplicações com padronização do Banco Central. Com a integração via API Pix, é possível automatizar a emissão de cobranças, verificar Pix recebidos, bem como fazer a devolução e conciliação.

Nesse caso, há custo pelas transações Pix para o recebedor. Como de costume, nossas tarifas são acessíveis e variam de acordo com o valor da transação. Para o cliente pagador, o Pix é gratuito.

O custo do Pix na API Pix Gerencianet está com uma promoção especial: de 1,98% por 1,19% do valor recebido nas transações — oferta válida apenas para novas contas.

Bastante econômico, não? Clique no botão abaixo, faça uma simulação gratuita e comprove!

Confira aqui as tarifas da API Pix

A Gerencianet é uma Instituição de Pagamentos que participa diretamente do novo arranjo de pagamentos. Isso quer dizer que temos autorização do Banco Central para conectar você ao pagamento instantâneo.

Além disso, a Gerencianet possui 13 anos de experiência em APIs de recebimento. Já processou mais de R$ 8,5 bilhões, do qual 77% desses realizados por API. Por essas e outras, a API Pix da Gerencianet é a solução mais confiável, sólida e vantajosa para seu negócio.

Qual o custo-benefício do Pix em relação ao DOC e TED? 

Para transferir um valor usando DOC ou TED, é necessário pagar uma taxa entre R$7 a R$14 e aguardar o prazo de liquidação do dinheiro — no mínimo 1 hora para TED e 1 dia útil para DOC. 

Além disso, existe uma restrição de dias e horários para realizar as transferências. Nesse sentido, o Pix surge para agilizar esses processos e reformular os tradicionais meios de pagamento. Usando o pagamento instantâneo, você pode realizar transações imediatas para qualquer banco.

O serviço do Pix, diferentemente do DOC ou TED, está disponível 24 horas por dia e 7 dias por semana.

E o melhor: usando o aplicativo da Gerencianet, você pode enviar e receber qualquer valor, quantas vezes quiser e sem pagar nada por isso. 

Inclusive, essa agilidade nos processos se deve a uma característica importante dos pagamentos instantâneos. Para fazer um Pix, não é necessário a intermediação de terceiros. Ou seja, o dinheiro sai de uma conta e vai diretamente para outra.

Enfim, como deu para perceber, são infinitas as vantagens em se fazer um Pix:

  1. Disponível: transacione valores a qualquer hora do dia e nos 365 dias do ano, inclusive em feriados nacionais
  2. Rápido: envie ou receba dinheiro em até 10 segundos
  3. Simples: faça transações financeiras diretamente do celular
  4. Seguro: identifique uma conta com mais segurança usando as chaves do Pix
  5. Acessível: basta ter uma conta digital na Gerencianet para pagar com o Pix
  6. Gratuito: faça transferências gratuitas para qualquer banco usando o app da Gerencianet

Conta Digital Gerencianet com Pix grátis

A conta digital da Gerencianet possui todos os recursos comuns de uma conta digital — extrato, depósito, saque, recarga de celular e mais.

Mas, além disso, a conta digital Gerencianet foi pensada para pessoas físicas e jurídicas que precisam emitir e gerenciar cobranças.

Na Gerencianet, você pode:

  • receber e fazer um Pix sem custo pelo aplicativo mobile ou integrar suas operações à nossa API Pix;
  • emitir quantos boletos e carnês quiser e pagar apenas pelos boletos/lâminas de carnê pagos pelos seus clientes;
  • gerar links de pagamento, para receber por cartão de crédito sem maquininha, pagando apenas quando a cobrança for compensada;
  • emitir cobranças recorrentes por boleto ou cartão de crédito. 
  • usar ferramentas únicas para reduzir a inadimplência.

E,  claro, não podíamos esquecer do cartão pré-pago. Uma solução sem custo e sem anuidade para movimentar suas finanças com comodidade e segurança.

Além da gratuidade no app e do custo Pix ser super baixo pelo API, confira como ficam os demais serviços oferecidos na nossa conta digital:

Quer fazer um Pix com a gente? 

Em resumo, tudo o que você precisa ter é uma Conta Digital na Gerencianet. Depois, de acordo com as características do seu negócio, você escolherá qual opção te atende melhor: gerar cobranças por app ou por API. 

A abertura de conta com Pix é 100% online e gratuita. Ela deve ser realizada por meio do nosso aplicativo, disponível para Android ou iOS

Por fim, se você ficou interessado em usar a nossa API Pix no seu negócio e tem alguma dúvida, entre em contato com a gente para conhecer todos os detalhes! 

Gostou deste conteúdo? Então, conheça também o que são as chaves Pix e saiba como cadastrar a sua para facilitar a identificação da sua conta Gerencianet. Até a próxima! 

Categoria

Pix

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. OK