Abrir conta digital grátis Carregando

Pix para pessoa jurídica: vantagens, tarifas e como vender mais usando o Pix

Publicado em 12 de agosto de 2021 (atualizado em 16 de setembro de 2021)
Comerciante segura a plaquinha com QR Code Pix para PJ impresso, enquanto o pagador utiliza o smartphone para realizar o pagamento via Pix

O Pix veio para ficar e, em pouco tempo, já conquistou grande parte dos consumidores brasileiros, em especial as pessoas físicas. Porém, o que pouca gente sabe é que a modalidade de pagamento também é vantajosa para donos de negócio, por isso, o Pix para pessoa jurídica (PJ) é o assunto que você verá neste artigo.

Para além do recebimento de dinheiro no dia a dia de um negócio, o Pix pode ser usado para melhorar o relacionamento com clientes, encurtar distâncias e enxugar custos operacionais.

Conheça outras vantagens de utilizar o Pix para PJ, quanto é preciso desembolsar e como vender mais usando desta novidade.

O que é e como funciona o Pix?

O Pix é uma opção de pagamento criada pelo Banco Central (BC) no final de 2020, que propõe pagamentos instantâneos e altamente disponíveis e práticos.

Com ele, é possível realizar transferências em questão de segundos, em qualquer dia e horário, nos 365 dias do ano — mesmo em feriados!

O Pix não é um aplicativo e nem um serviço exclusivo de um banco específico. Trata-se de uma funcionalidade, habilitada nos aplicativos das instituições autorizadas pelo SPI — Sistema de Pagamentos Instantâneos do BC — como é o caso da Gerencianet.

Os pagamentos instantâneos podem ser realizados entre:

  • pessoas físicas (P2P)
  • pessoas e empresas (P2B/ B2P)
  • empresas (B2B)
  • pessoas e governo (P2G/G2P)
  • empresas e governo (B2G/G2B)

VEJA TAMBÉM: Como funciona o Pix? Tudo sobre o ecossistema de pagamentos instantâneos.

Manual do Pix para Negócios

5 motivos para usar o Pix para pessoa jurídica

Mulher usando o seu smartphone para ler o QR Code Pix que está integrado à maquininha do comerciante

1. Clientes mais satisfeitos

O Pix ajuda a melhorar a experiência do cliente, primeiramente por oferecer uma opção de pagamento moderna, fácil de usar e acessível. 

Depois, porque o atendimento acontece de maneira mais rápida. Tudo isso otimiza (e muito!) o tempo do cliente — e consequentemente da pessoa jurídica envolvida.

2. Redução de custos operacionais

O Pix não utiliza intermediadores por se tratar de uma comunicação direta, diferente do pagamento por cartão de crédito e débito, por exemplo. Isso é possível porque há menos envolvidos no processamento dos dados do pagamento. 

Esse é um ótimo argumento para reduzir os custos operacionais e outro motivo para utilizar o Pix para pessoa jurídica.

Além disso, os custos das transações por Pix para PJ são menores do que em outros meios de pagamento, como o boleto, cartão de crédito e o cartão de débito. Isso provoca um impacto em toda a cadeia produtiva. 

3. Menos dinheiro físico circulando

Com cada vez mais pessoas utilizando o Pix, a movimentação de dinheiro físico nos estabelecimentos pode diminuir consideravelmente. 

Por consequência, o risco de roubos em estabelecimentos também tende a diminuir, já que as transações ocorrem de maneira eletrônica.

4. Integração e conciliação de sistemas PDV

Sabemos que o principal receio dos donos de negócios para aderir ao Pix, principalmente no varejo físico, é em relação à integração com os sistemas PDV, Frente de Caixa e ERPs.

Nesse sentido, o BC disponibilizou e padronizou uma API Pix. Ela possui a documentação dos serviços oferecidos pelos PSPs, que deve ser seguido por todos os participantes diretos que desejam desenvolver a API do novo meio de pagamento.

A API Pix da Gerencianet, por exemplo, é homologada pelo Banco Central e segue fielmente os critérios definidos pelo órgão. 

Disponível em todas as linguagens de programação e pronta para integração com sistemas PDV e ERPs, a API Pix da Gerencianet tem todas as funcionalidades que o varejo precisa para disponibilizar o Pix, como criação de cobrança, verificação de Pix recebidos, devolução e consultas. Além disso, já possuímos integração com a Software Express e outras software houses.

Quero receber Pix no meu varejo

5. Mais economia

O Pix é gratuito para pessoas físicas e MEIs. Já para pessoas jurídicas, o BC instruiu que o modelo de precificação (custo fixo ou percentual) e os valores das tarifas devem ser livremente definidos pelas instituições financeiras e de pagamento.

De toda forma, em alguns casos, são valores mais competitivos que os valores cobrados por outros meios de transferência — como TED e DOC — e as taxas das maquininhas. 

A orientação é pesquisar as instituições que ofereçam as melhores condições. 

VEJA TAMBÉM: Chegou o Bolix: saiba como ativar o Pix no boleto da Gerencianet!

Que tipos de negócios podem usar o Pix para PJ?

QR Code para receber pelo Pix no caixa do supermercado

Todas as empresas podem aderir ao Pix para pessoa jurídica, independente do tamanho e segmento. A única exigência é que elas tenham uma conta ou carteira digital em alguma das instituições participantes do Pix. 

Em outras situações, é importante, também, realizar a integração da API Pix com os terminais POS, mobile, PDVs com Pin Pad ou autoatendimento, para conciliação bancária.

Confira alguns casos de uso:

  • supermercados e mercearias;
  • restaurantes, bares, lanchonetes e fast-foods;
  • postos de gasolina;
  • farmácias e drogarias;
  • serviços de delivery;
  • e-commerces;
  • empresas de aviação;
  • hotéis, pousadas e resorts;
  • shoppings e lojas de departamento;
  • serviços de entretenimento, como cinema, parques e museus;
  • estacionamentos;
  • comércios, varejos e prestações de serviço em geral.

Como usar o Pix no seu negócio?

Por meio de um QR Code

O QR Code é a maneira mais usual de uma pessoa jurídica receber via Pix. É uma espécie de código de barras capaz de armazenar dezenas de informações, que pode ser lido por meio da câmera de um smartphone. Existem 2 tipos de QR Code Pix:

QR Code estático: segundo o BC, é o mais apropriado para pessoas físicas e MEIs. Por ser mais simples, é possível definir um valor fixo para um produto e fazer diversas transações com um único QR Code.


QR Code dinâmico: possui informações mais detalhadas (como a identificação do recebedor). Além disso, o código muda constantemente para cada transação. O QR Code dinâmico está presente na API Pix da Gerencianet e é ideal para empresas que emitem grandes quantidades, como supermercados e varejistas.

Via Chave Pix

A Chave Pix é uma forma de identificar uma conta bancária e agilizar as transferências. Para usá-la, é preciso cadastrar uma das quatro possibilidades abaixo.

  1. E-mail;
  2. CPF/CNPJ;
  3. número de celular;
  4. ou uma chave aleatória. 

Já para receber pelo Pix PJ, basta informar a chave cadastrada ao seu cliente. Depois, no aplicativo da instituição bancária, ele irá inseri-la no campo solicitado. 

Compartilhando os dados da conta

Tal como é feito nas transferências via TED e DOC, também dá para compartilhar os dados da conta do recebedor e, assim, realizar a transferência. Para isso é preciso inserir os dados manualmente.

Ou seja, você precisará informar o banco, a agência, a conta, o dígito, o tipo de conta e outros dados importantes para que o pagador realize o pagamento.

Por meio do processo de copiar e colar código

Outra forma de usar o Pix no seu negócio é por meio do processo chamado “Copia e Cola“, que como o próprio nome diz, incentiva copiar e colar algo. No caso, um código.

Funciona assim: um código é gerado a partir dos dados contidos no QR Code. Para você que vai receber um pagamento pelo Pix, basta gerar um QR Code no aplicativo em que você tem conta e copiar o código Pix. 

Depois é só compartilhar o código com quem vai te pagar — isso pode ser feito via e-mail ou WhatsApp, por exemplo.

Tarifa do Pix para pessoa jurídica

Apesar de ser 100% gratuito para pessoas físicas, o Pix para PJ pode ser tarifado.

Segundo o Banco Central, fica a cargo da instituição financeira decidir se irá cobrar e quanto irá cobrar pela transação do Pix para empresas. Ou seja, o processo é semelhante ao que acontece com as tarifas de transferência com TED e DOC.

No fim de 2020, quando o Pix foi lançado, a expectativa era de que as tarifas cobradas de empresas seriam bem menores do que as praticadas na rede bancária. Na prática, algumas instituições financeiras chegam a cobrar valores consideráveis por cada transação Pix. 

Aqui, na Gerencianet, as tarifas envolvidas nas transações do Pix para pessoa jurídica estão bem definidas:

  • pelo aplicativo mobile, o Pix é gratuito para todo mundo (pessoas físicas e jurídicas);
  • pela API Pix — indicada para empresas que emitem grande volume de transações —, o custo do Pix para PJ é de 1,98% do valor recebido nas transações. 

É importante ressaltar que o valor máximo cobrado por uma transação usando a API é de R$ 7,90

Você ainda pode fazer uma simulação em nossa página de tarifas, para ter a certeza de que o Pix, pela API, é realmente mais econômico.

Quero receber Pix no meu varejo

3 dicas para vender mais usando o Pix

1. Incentive a utilização do Pix

É importante ser criativo e investir em diferentes formas de incentivar o cliente a utilizar o Pix. Para isso, é possível criar campanhas visuais — no meio físico ou online, como as redes sociais da empresa. 

Espalhar QR Codes (em totens ou mesmo no cardápio) também pode incentivar o pagamento por essa modalidade. Além disso, dá para oferecer descontos para quem pagar com Pix.

2. Identifique padrões de consumo

Grandes empresas podem investir em plataformas de gestão integradas aos sistemas de compras. Dessa forma, é possível localizar o máximo de dados possível para capturar o padrão de consumo do cliente e, assim, oferecer descontos em determinadas lojas ou reorganizar a oferta de produtos. 

3. Garanta a segurança

Para que o cliente se sinta à vontade ao utilizar pagamentos instantâneos, é interessante mostrar a ele o quão segura a transação é. 

Por isso, invista na comunicação para lembrar que as transações têm dados criptografados, são totalmente rastreáveis e a autenticação do pagador é garantida para evitar fraudes e mitigar os riscos.

Enfim, o Pix traz vantagens tanto para quem paga, quanto para quem recebe. Portanto, usar o Pix para pessoa jurídica será um grande aliado para o sucesso do seu negócio. 

Conte com a gente para explorar todos os recursos do Pix para PJ e, ainda, contar com todas as soluções poderosas que a Conta Digital da Gerencianet disponibiliza para simplificar a rotina do seu negócio. Fale com nossos especialistas!

Categoria

Pix

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. OK