Abra sua conta grátis Carregando

Modelo de negócios: passo a passo para construir o seu

Publicado em 26 de agosto de 2019 (atualizado em 29 de agosto de 2019)
Modelo de negócio: passo a passo para construir o seu

Toda empresa precisa de um modelo de negócio para funcionar, ter uma organização correta, desenvolver-se. Porém, apesar de ser um conceito básico da administração, muitas pessoas abrem uma empresa sem sequer saber o que é isso.

Por isso, este texto vai servir para ajudar empreendedores iniciais a entenderem o que é um modelo de negócio. Além de também mostrar a importância desse documento e qual a melhor forma de estruturar um. Então veja tudo isso e muito mais nos tópicos a seguir!

O que é um modelo de negócio?

O modelo de negócio é um documento. Ele possui uma série de informações para a criação, desenvolvimento, definição de metas e objetivos de uma empresa. Portanto, nesse documento, o empresário vai colocar vários dados importantes para entender sobre a empresa que deseja criar.

São várias as informações utilizadas em um modelo de negócio: tipo de empresa, produto ou serviço comercializado, dados de concorrência, fornecedores, pesquisas de mercado, entre outros
Não existe um estilo único de modelo de negócio. Há várias possibilidades de se fazer um, a depender do tipo de empresa que você deseja abrir ou reformar.

Esse documento ficou muito famoso e utilizado nos últimos anos, principalmente com o surgimento das chamadas startups. Porém, ele já é usado há muitos anos por empresários do mundo inteiro. É uma excelente forma de fazer um bom planejamento e evitar sustos e surpresas desagradáveis no futuro.

Qual a importância do modelo de negócios?

Qual a importância do modelo de negócios

É relativamente comum encontrar um empresário que diz ter crescido e feito o empreendimento prosperar. Isso mesmo sem saber direito como funcionava o mundo dos negócios.

Apesar de parecer ser assim, os números mostram que essa realidade é uma exceção. De acordo com o Sebrae, uma em cada quatro empresas fecham antes de completar dois anos. Esse número fica ainda maior quando analisadas empresas com menos de cinco anos. Segundo o IBGE, 60% delas deixam de existir.

Isso significa que faltou planejamento no início para que a empresa se mantivesse forte após determinado tempo. Nenhum empreendimento vai falir em um primeiro momento. A existência de um modelos de negócios é, exatamente, para a empresa se manter forte e ativa após dois, três, cinco, dez anos. É isso que boa parte das pessoas não entende. Um empreendimento com um bom e detalhado modelo de negócio tem muito mais chances objetivas de se manter e crescer no mercado. Ainda mais se comparado com alguém que fez tudo sem o mínimo planejamento.

Por isso, hoje em dia, em um mundo cada vez mais tecnológico, ter um bom modelo de negócio é essencial para a sua empresa. Não apenas para a saúde financeira, mas para tudo que envolve o empreendimento: vendas, marketing, atendimento, fidelização, crescimento de mercado, etc.

Como estruturá-lo?

Não existe apenas um tipo de modelo de negócio. São vários os disponibilizados e criados por empresas e profissionais diferentes da área de gestão. Cada um deles é especial para determinado tipo de empreendimento. Porém, existe o Canvas, ferramenta disponibilizada também pelo Sebrae, que é o estilo mais usado atualmente.

A primeira dica é que você busque por um modelo que tenha a ver com o estilo de empresa que deseja abrir ou aperfeiçoar. Para isso, uma boa opção é procurar a sede do Sebrae mais próxima de você. Lá, os especialistas vão te atender e informar qual plano fica melhor para o seu negócio.

Na lista abaixo, você conhecerá alguns tipos de empresas que utilizam o Canvas como documento para realizar o modelo de negócio!

1. Franquia 

É muito comum que as pessoas prefiram abrir franquias na atualidade. Isso ocorre por uma série de fatores, mas o principal deles é o fato desse tipo de empresa já ter um certo sucesso no mercado. Seja nacional ou internacional.

2. Serviços de assinatura

Um tipo de negócio que tem crescido muito no país é o de serviço de assinatura. Para criar um modelo de negócio para esse empreendimento, você deve pensar em outras características diferentes do que uma loja comum ou uma franquia, por exemplo.

3. Venda direta

Muitas pessoas têm decidido criar um produto próprio e vender diretamente aos consumidores. Isso ocorre por, basicamente, dois motivos: dificuldade de conseguir um novo emprego ou vontade de empreender mesmo.

Há ainda os que decidem se tornar consultores de alguma marca já reconhecida, como de produtos estéticos, por exemplo.

Isso vem sendo cada vez mais comum e, normalmente, as pessoas não fazem o planejamento correto para a criação desse tipo de microempreendimento. A dica é sempre usar um modelo de negócio. Tudo com auxílio de profissionais para não se perder e conseguir crescer com essa nova empresa.

Passo a passo para o modelo de negócios 

Passo a passo para o modelo de negócios

 

  1.  Parcerias: nome de empresas, organizações e fornecedores que podem ser parceiros do seu negócio.
  2.  Atividade-chave: no que, de fato, a empresa vai trabalhar: vestuário, gastronomia, esportes, educação, entre outros.
  3.  Oferta de valor: os diferenciais que a sua empresa vai ter entre todos os concorrentes do seu estilo de negócio.
  4.  Relacionamento: definição de como vai ser feito o atendimento ao cliente.
  5.  Canais: quais são os meios utilizados para esse atendimento, assim como para o marketing e logística.
  6.  Segmento de clientes: quem é o público-alvo da empresa. Dividido por todas as características possíveis: sociais, econômicas, idade, gênero, necessidades, atributos, etc.
  7.  Estrutura de custos: orientação dos principais custos iniciais para a formação da empresa.
  8.  Fontes de Receita: o negócio em si. Como a empresa vai ganhar dinheiro.

Esses são os tópicos existente no Canvas. O empresário precisa preenchê-los com base em pesquisa e não em achismos. Por isso, a ajuda profissional é essencial para que ele seja feito da forma correta.

Você encontra o modelo pronto na internet. Basta pesquisar e baixar o arquivo. O Sebrae fornece, além do Canvas, ajuda profissional.

Depois de tudo isso devidamente preenchido, a empresa vai ter um norte por onde começar. Portanto, com esse documento, é realizado também o plano de negócios que é uma etapa posterior, mais detalhada. O plano vai dar todas as informações necessárias para a efetiva abertura da empresa.

Gostou deste texto sobre modelo de negócio? Quer ter acesso a outros conteúdos como este? Então é só seguir e curtir as páginas da Gerencianet no Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIN.

Categoria

Gerencianet

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.