Abra sua conta grátis Carregando

Marketplace: que bicho é esse?

Publicado em 23 de março de 2018 (atualizado em 31 de maio de 2019)
Marketplace: Que Bicho é Esse

Para pequenas e médias empresas que buscam visibilidade no mercado, aumento do alcance e na aquisição de clientes, o investimento em um marketplace pode ser uma excelente alternativa.

Se você procura formas de fazer com que sua empresa conquiste novos espaços de concorrência, acompanhe este post! Vamos explicar o que é o marketplace, como ele funciona para o cliente e para o lojista. Além disso, você vai saber o que se pode esperar dessa modalidade e quais são suas principais vantagens. Então confira!

O que é um marketplace?

Basicamente, o marketplace é um ambiente (virtual ou não) no qual lojistas se reúnem para oferecer diferentes produtos e serviços. Dessa maneira busca-se satisfazer as necessidades do público, fortalecer sua marca no mercado e dar mais visibilidade ao negócio.

Trata-se de uma parceria entre um grupo de lojas ou comerciantes, que vendem suas mercadorias em um mesmo local. Portanto, acontece de forma similar ao modelo de um um shopping center, por exemplo.

Os marketplaces podem ser segmentados ou amplos. Isto é, existem aqueles voltados para o comércio de um segmento específico de produtos ou serviços (jardinagem, por exemplo), e os que comercializam uma enorme variedade de produtos (como o Mercado Livre).

Adotar um marketplace tem sido uma alternativa para muitos lojistas que buscam aumentar sua presença digital. Dessa forma, ajuda aqueles que ainda não têm recursos para investir em links patrocinados ou anúncios online.

Marketplace: O que é

Como funciona para o cliente?

Na verdade, a estrutura de um marketplace passa despercebida aos olhos do consumidor. No entanto, as vantagens são evidentes, já que ele pode adquirir produtos e serviços oferecidos pelos mais diversos fornecedores. Assim, o comprador realiza um único pagamento em favor do operador do sistema.

Dessa forma, o cliente pode contar com ampla variedade de itens e, ao mesmo tempo, ter uma experiência mais personalizada com cada um dos vendedores. A variedade de produtos, marcas, modelos e a facilidade de comparar preços e vantagens faz com que o consumidor saia sempre ganhando.

Como funciona para o lojista?

O modelo virtual, também chamado e-marketplace, envolve a presença de um operador ou administrador para a plataforma, além de um número determinado de lojistas interessados em vender seus produtos.

Geralmente, cada lojista paga uma taxa mensal previamente definida ou proporcional ao volume de vendas em favor do operador, para que possa ser realizada a manutenção ou promoção do portal na web.

Caso o cliente realize uma compra contendo itens oferecidos por mais de um fornecedor, o pagamento é único e os valores são repassados posteriormente aos parceiros pelo administrador do portal.

O que esperar de uma plataforma de marketplace?

Em primeiro lugar, pode-se apontar uma redução significativa nos custos referentes à publicidade, divulgação e marketing. Esses investimentos são realizados de forma coletiva, e os gastos são divididos entre os parceiros que integram o portal.

Além disso, os lojistas do grupo podem contar com o aumento de tráfego na sua página oficial. Além disso, ocorre a consequente exposição de seus produtos a uma variedade cada vez maior de clientes. Dessa maneira eles podem acessar o marketplace em busca dos mais variados produtos.

Por fim, o ambiente de marketplace, por ter um volume de negócios mais elevado, possibilita que o processo de estabelecimento de uma marca e conquista da confiança do público sejam bem mais rápidos.

Como se preparar para adotar uma plataforma?

O lojista deve ter em mente que para administrar a presença em um marketplace com sucesso é necessário manter um planejamento equilibrado para gerenciar as vendas sem perder em qualidade, que continua sendo a base da satisfação dos clientes.

Ter controle da capacidade de vendas, da rotatividade do estoque, do fornecimento e da gestão financeira, garantirá que o investimento em um marketplace não seja um “tiro no pé” da própria empresa. Lembre-se de que ter sua loja dentro de uma plataforma não garante a viabilidade, nem o sucesso do investimento.

Uma boa forma de ter uma ideia da sua capacidade de administrar um marketplace é estimar quanto tempo, em média, sua empresa levaria para processar uma venda. Por exemplo, se ela tem capacidade de processar e encaminhar cerca de cinco pedidos por hora, em um dia ela pode gerenciar 40 pedidos, em uma semana 200 pedidos, e assim por diante.

Desse modo, você consegue saber qual será sua capacidade de atendimento. Assim, pode avaliar se serão necessárias adaptações ou modificações na gestão de vendas para que o investimento valha a pena.

Também é recomendado pesquisar as condições oferecidas por cada plataforma. Diferenças concedidas pelas plataformas, como formas de pagamento, frete, entrega ou parcelamento, podem influenciar tanto nas condições do lojista manter o marketplace, quanto na conversão de clientes que procuram vantagens na hora de adquirir produtos.

Quais são as principais vantagens do marketplace?

Marketplace: Vantagens

Visibilidade

Sem dúvidas, investir em um marketplace é uma das formas mais práticas e diretas de aumentar a visibilidade de uma empresa. Com a combinação de esforços da plataforma com os demais lojistas, o desenvolvimento de estratégias de marketing e divulgação é muito mais avançado. Logo, o número de visitantes e potenciais clientes em marketplaces é superior ao de lojas virtuais.

A venda em marketplaces é uma modalidade em expansão no mercado, e a tendência é de que o mercado continue crescendo. Isso quer dizer que não são apenas as grandes corporações que se beneficiam disso: hoje, cada vez mais, micro, pequenos e médios empreendimentos têm faturado com os marketplaces.

Segurança

Realizar vendas por meio da internet envolve mais riscos, se comparado às vendas em lojas físicas. A empresa tem que lidar com mais dados sobre os clientes e está sujeita à ação de hackers e vírus. Portanto, sem o suporte correto e uma boa estrutura de comércio online, pode se tornar insustentável para empresas menores.

A partir do momento em que a empresa adota um marketplace, essas preocupações são reduzidas. As grandes plataformas fornecem a segurança necessária, além de investirem em tecnologia de ponta.

Sendo assim, as chances de prejuízos e outros problemas no processo de vendas nas plataformas de marketplace são menores.

Volume de vendas

Com a visibilidade gerada pelo público de uma plataforma de marketplace, a tendência para grande parte dos mercados é que o volume de vendas seja superior ao de canais, como de uma loja física ou online.

Com o volume de vendas maior, é possível negociar melhores condições com seus fornecedores. Dessa maneira, você pode reduzir os custos de operação e gestão do seu estoque.

O que fazer para se destacar?

Como mencionado, não basta adotar uma plataforma e esperar que de forma autônoma o marketplace gerencie suas vendas. Para que o investimento realmente se traduza em resultados positivos é preciso adotar algumas práticas para se destacar da concorrência. Veja algumas delas a seguir!

Exponha produtos diferenciados

A exclusividade de produtos e serviços chama a atenção e desperta a curiosidade dos consumidores. Isso pode levá-los a um passo adiante e fazer com que eles se aproximem do seu empreendimento de outras formas.

Produtos exclusivos geram recomendações e fazem com que mais visitantes se sintam inclinados a visitar sua página. Portanto, pode favorecer a nutrição de leads e a fidelização dos clientes.

Seja criativo nos anúncios

Um dos segredos mais antigos para atrair clientes e se diferenciar da concorrência é produzir anúncios criativos. Assim, você consegue se destacar e chamar a atenção dos possíveis clientes. Para isso, é importante que as imagens e informações no anúncio sejam claras e de qualidade.

Anúncios bem feitos podem render muitas vendas, especialmente os relacionados a promoções, liquidações e estações especiais de vendas.

Personalize seu atendimento

É fato que as grandes redes varejistas dominam uma fatia enorme do mercado virtual. Entretanto, é mais fácil para os pequenos negócios conquistarem seu espaço por meio da prestação de um serviço diferenciado, que os aproximem dos clientes.

Hoje, os consumidores buscam identificação com as marcas das quais consomem. Por isso, um negócio familiar e o atendimento personalizado, devem ser potenciais a serem aproveitados para a fidelização dos clientes.

Monitore a concorrência

Encontrar outros lojistas do mesmo segmento dentro do marketplace é natural e essa competitividade deve ser usada a seu favor. Para isso, sua empresa deve monitorar os preços, os novos produtos e as tecnologias dos concorrentes.

Esse controle pode vir a ser útil também na hora de precificar produtos, antecipar movimentos do mercado e adotar novas tecnologias. Além da concorrência, vale ressaltar  a importância de monitorar os dados do seu próprio desempenho, para que seja possível realizar ajustes e redefinir estratégias.

O marketplace é apenas uma das possibilidades de gestão de vendas e pagamentos online. Atualmente, muitas alternativas e novidades para o e-commerce surgem todos os dias. Por isso, fique atento as tendências e oportunidades de sucesso para o seu negócio.

Marketplace Gerencianet

O Marketplace Gerencianet possibilita a qualquer usuário criar uma plataforma multivendas. E, com esta solução, utilizar seu site para realizar as vendas e informar, por meio da integração, como deverá ser feita a divisão do valor recebido entre diferentes contas Gerencianet. Funciona para sua conta e também para de seus parceiros. Para saber como utilizar, clique aqui. 

Quer receber mais conteúdos sobre o tema? Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades em primeira mão!

Categoria

E-commerce

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.