Abrir conta digital grátis Carregando

O que é Iniciador de Transação de Pagamento no Open Banking? E como usar para seu negócio?

Publicado em 28 de abril de 2022 (atualizado em 28 de abril de 2022)
Mulher segurando celular, sorrindo. Realizando compras em aplicativo por meio de um Iniciador de Transação de Pagamento.

As compras online já fazem parte da realidade de muitos brasileiros. Não é por menos que acompanhamos o lançamento de inovações que estão facilitando os processos de pagamentos e caindo no gosto de muita gente — como aconteceu com o Pix. 

O Iniciador de Transação de Pagamento (ITP) é mais uma novidade a caminho que vai melhorar a experiência de compra dos consumidores. Então, se você tem um negócio digital, chegou a hora de entender o potencial dessa solução nas jornadas de pagamento.

Venha com a gente que explicamos tudinho!

O que é Iniciador de Transação de Pagamento (ITP)? 

Os iniciadores de pagamento são empresas regulamentadas pelo Banco Central. No ambiente Open Banking, têm a missão de iniciar pagamentos ou transferências para usuários sem eles precisarem acessar diretamente o aplicativo da instituição financeira para iniciar todo esse processo. 

💡 O Iniciador de Transação de Pagamento (ITP) é o grande destaque na fase 3 de implementação do Open Banking. Saiba tudo sobre o sistema financeiro aberto!

Em outras palavras, esse novo recurso permite que o consumidor inicie o pagamento no próprio site ou aplicativo da empresa em que está realizando a compra. No mesmo ambiente do site ou app da loja, o cliente pode iniciar o pagamento e finalizar o pedido com segurança. 

Experiência de compra com o ITP

Até então, para pagar por um produto ou serviço adquirido no ambiente digital, o consumidor precisa emitir boleto bancário, digitar dados do cartão de crédito ou copiar o código do Pix para colá-lo na plataforma do banco ou conta digital. E são nesses intervalos que os clientes acabam abandonando o carrinho e desistindo da compra

Então, como as empresas podem tornar essa experiência mais positiva na prática? Oferecer agilidade e melhores experiências de uso em pagamentos digitais pode ajudar!

Vamos começar pelo exemplo do Pix. De acordo com um estudo da Gmattos, esse meio de pagamento contribuiu para a alta de conversão de carrinho. Então, adotar meios mais práticos de cobrança é uma ótima estratégia para donos de negócios digitais. Sem falar que os brasileiros gostaram mesmo da nova tecnologia: a taxa de aprovação do Pix é de 85%, segundo dados da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Dessa forma, o Iniciador de Transação de Pagamento será não só um facilitador para consumidores, como também para empresas. Isso porque as lojas e aplicativos virtuais poderão diminuir as etapas de checkout. Com isso, podem aumentar a conversão de vendas, com ganhos de eficiência e redução de custos. Interessante, não é? 

Qual é a relação entre Iniciador de Transação de Pagamento (ITP) e Pix?

O Pix e o Open Banking fazem parte da agenda de inovações do Banco Central. São modernos, práticos e combinam com o dia a dia de quem não tem tempo a perder!

Por essas e outras, o Pix foi escolhido para ser o primeiro meio de pagamento integrado ao Iniciador de Transação de Pagamento no ambiente Open Banking. Na sequência, haverá a entrada gradual de outras opções de pagamento. 

Atualmente, o pagamento instantâneo, que funciona 24/7, já é utilizado por 7 em cada 10 brasileiros, segundo uma pesquisa da Febraban. Com a terceira fase do Open Banking, a tendência é que esse número aumente, uma vez que a experiência será ainda mais fluida para o usuário. 

Para fazer parte do ecossistema do Open Banking, e-commerces, aplicativos de delivery e até mesmo aplicativos de mensagem precisam de autorização do BC para atuar como iniciadores ou se conectar a uma API Open Banking. Mas esse é um assunto para os próximos tópicos!

Leia também: Open Finance e Open Banking: entenda a diferença entre os dois modelos

Na prática: como o Iniciador de Pagamentos vai melhorar as jornadas de pagamento?

Para te mostrar melhor como funciona uma experiência de pagamento via ITP, vamos a um exemplo de transação por Pix em um e-commerce.

Sem um Iniciador de Transação de Pagamento

Para concluir uma compra nesse cenário, você passa por diversas etapas na hora do checkout:

  1. após escolher o produto na loja, você seleciona a opção de pagamento Pix;
  2. copia o QR Code do Pix; 
  3. sai da tela da loja online;
  4. acessa manualmente o app do banco ou conta digital com senha;
  5. ainda no app do banco ou conta digital, seleciona a área Pix;
  6. escolhe a transação Pix (no caso, um pagamento por QR Code);
  7. cola o QR Code e confirma a transação;
  8. aguarda a efetivação do pagamento.

Durante a espera da confirmação da compra, você precisa migrar de um app para outro. Muitas vezes, chega a se distrair em diferentes ambientes. Pode parecer uma experiência de pagamento até rápida, mas cheia de interferências, né? 

Pois é! O Iniciador de Transação de Pagamento vem para deixar a jornada do cliente ainda mais veloz e intuitiva. Vamos ver abaixo!

Com um Iniciador de Transação de Pagamento

Com um ITP, tudo acontece em poucas telas. Veja:

  1. após escolher pagar via Open Banking, a loja fornece opções para que o cliente cadastre uma conta;
  2. ainda na tela da loja, você confirma os dados antes de concluir a compra e consente o uso da Iniciação do pagamento pela iniciadora;
  3. você é redirecionado para a página de confirmação de pagamento com sua senha ou biometria no app do seu banco ou conta digital. Após esse passo, o cliente é redirecionado de volta ao ambiente da loja, onde o pagamento é efetivado.

Bem, isso quer dizer que a Gerencianet, como Iniciadora de Transação de Pagamento, por meio da API Open Banking, poderá iniciar pagamentos nos próprios sites e aplicativos de e-commerces, conectando-se a diversos bancos e contas digitais por uma interface segura. 

Dessa forma, permitimos que o usuário inicie uma compra sem precisar fazer todo o processo de pagamento no app da sua instituição financeira.

Você pode se interessar por: Customer Success: o que é e como aplicar na sua empresa?

Quem pode oferecer o serviço de Iniciador de Transação de Pagamento no Open Banking?

Onde existir a necessidade de o cliente fazer um pagamento digital, haverá a possibilidade de um iniciador de pagamento — como o próprio nome sugere — iniciar uma movimentação financeira ordenada pelo consumidor.

Por isso, quem pode oferecer esse serviço será, obrigatoriamente, uma instituição participante do Open Banking autorizada a funcionar como ITP pelo Banco Central, a autoridade brasileira que fiscaliza o nosso sistema financeiro. 

Então, para que um e-commerce disponibilize pagamentos via Open Banking em sua plataforma, ele precisa contratar as APIs de um Iniciador de Transação de Pagamento autorizado pelo BC, como a Gerencianet.

Abra sua Conta Digital na Gerencianet

Só para recapitular: API se refere a Application Programming Interface. Nesse contexto, é um canal que facilita a comunicação entre as instituições de forma criptografada. Então, toda vez que você iniciar um pagamento, você estará, essencialmente, usando a API de um Iniciador de Pagamento.

Inspire-se com esse caso de sucesso: Como a Clicksign criou a autenticação via Pix com a API Gerencianet

Quais as principais vantagens em usar um ITP?

Como vimos, um ITP é um serviço que inicia uma transação financeira em sites e apps de negócios digitais. E, para falar a verdade, com essa solução você vai muito além disso! 

Você pode usar um ITP para aumentar o potencial de conversão das suas vendas. Isso porque a experiência de pagamento fica muito mais prática, sem grandes interferências na jornada de compra do cliente. 

Quer conhecer mais benefícios? Veja só!

  • Disponibilização de vários meios de pagamento em uma única opção: isso porque o ITP por si só já centraliza diferentes arranjos e contas bancárias para o cliente. Também é ótimo para o empreendedor porque permite uma visão muito mais prática dos valores que entram e saem no fim do dia.
  • Redução de custos operacionais: essa redução de custos acontece pelo fato dos pagamentos acontecerem instantaneamente da conta do banco do cliente, reduzindo a quantidade de intermediários necessários nos processos realizados no novo ambiente.
  • Menos riscos de fraudes: com esse fluxo, a autenticação de informações e pagamentos acontece diretamente do banco ou conta digital do pagador, dificultando as fraudes.
  • Melhores experiências: pela redução de telas e interferências, temos mais praticidade e segurança na hora da compra, contribuindo na retenção de clientes.

Cá para nós, são verdadeiros diferenciais para a sua empresa! 🤩

E como usar no seu negócio?

Então, tem interesse em usar o Iniciador de Transação de Pagamento no seu negócio digital? No momento, o serviço ainda não está disponível para todo o mercado, mas a Gerencianet — participante do Open Banking autorizada pelo BC para atuar como ITP — já está em fase de testes para oferecer essa solução!

Enquanto isso, aproveite para participar da Comunidade da Gerencianet no Discord e acompanhar as novidades do ecossistema Open Banking. 

Categoria

Open Banking

Ver todos os posts desta categoria

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. OK