Abrir conta digital grátis Carregando

Saiba por que importar produtos pode ser uma fria

Publicado em 11 de novembro de 2014 (atualizado em 26 de março de 2021)
Importar produtos pode ser uma fria

Prezando pela transparência da importação

Ter um círculo de fornecedores que realizam processos transparentes é um diferencial importantíssimo para o seu negócio de importação. Afinal, eles são parceiros da sua empresa e tem o nome vinculado a sua marca. No caso de optar pela importação de produtos, você poderá ter muitas dificuldades para atestar esse mérito do seu fornecedor. E confiar às cegas não é a melhor tática, não é mesmo?

Cuidando da pontualidade

Os donos de e-commerces costumam investir em softwares especializados para facilitar a rotina e minimizar os erros. Ferramentas de controle de estoque são exemplos de softwares que ajudam na gestão do seu negócio de importação. Esses sistemas geralmente são programados para emitir um alerta informando sobre a falta de um ou outro produto. Nessa hora, é preciso pontualidade nos prazos de entrega.

Produtos importados normalmente não costumam chegar no prazo marcado no Brasil. Isso sem contar que os códigos de rastreamento, em muitos casos, são incorretos. Portanto, fique bastante atento, pois os atrasos nas entregas são os motivos de reclamações mais frequentes no setor de importação. Não permita que esse seja um motivo de descontentamento voltado para o seu negócio também!

Combatendo o trabalho escravo

Muitas empresas que enviam seus produtos para o Brasil não contratam adequadamente mão de obra. Mas, sim, mantêm seus funcionários em condições impróprias, pagando remunerações mínimas e oferecendo condições precárias de trabalho. É mais do que comprovado que a compra de produtos importados afeta diretamente essas pessoas. Afinal, enquanto existir um grande volume de vendas, existe a necessidade da manutenção dessa mão de obra barata. Não colabore com esse atraso humanitário!

Contabilizando as taxas de importação

Com as altas taxas de tributação, a importação não pode ser vista como um atrativo. É verdade que os preços dos produtos em si são menores, mas como é preciso trazer os produtos de forma legalizada, as mercadorias acabam tendo um acréscimo de mais de 60% sobre o preço inicial. Isso sem contar o frete e mais uma determinada porcentagem que é cobrada em caso de finalidade de revenda. Quando se coloca todas essas porcentagens e esses acréscimos na ponta do lápis, chega-se a uma cifra que, analisando bem, não vale sequer o esforço.

Respeitando a reputação do seu e-commerce

Importar produtos com baixa qualidade pode ser um fator decisivo para o declínio nas vendas do seu negócio, levando até ao fechamento da sua empresa. A maioria dos clientes, hoje em dia, não está interessada somente no preço, mas na qualidade dos produtos e no cumprimento dos prazos acertados. Se um cliente compra um produto de baixa qualidade no seu site, não vai responsabilizar quem efetivamente confeccionou a peça, mas, sim, a empresa que a comercializou. A insatisfação dos clientes gera divulgação negativa na rede, impactando diretamente a imagem da sua empresa.

Viu como, ao contrário do que você poderia imaginar, importar produtos não é a solução para o crescimento do seu negócio? Respeite os pilares do crescimento por meio da confiança e da transparência nas transações entre fornecedor, empresa e clientes. Só assim sua empresa terá vida longa e próspera.

E então, ficou ainda alguma dúvida? Tem alguma sugestão ou conhece uma história de importação malsucedida para compartilhar? Comente nas nossas redes sociais e divida suas experiências e impressões conosco Facebook, Twitter, Instagram e Linkendin!

Categoria

Empreendedorismo

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições. OK