Abra sua conta grátis Carregando

Glossário Financeiro: 11 termos que todo empreendedor deve conhecer

Publicado em 15 de julho de 2019 (atualizado em 23 de agosto de 2019)
Glossário Financeiro: termos que todo empreendedor deve conhecer

Quem vende online precisa acompanhar as tendências do mercado, a fim de criar páginas, posts em redes sociais e emails atraentes para o seu público. Além disso, é essencial entender um pouco sobre diversos assuntos — principalmente quando se está no início da jornada como um empreendedor. 

Manter as contas em dia, escolher o melhor meio de pagamento, emitir notas fiscais corretamente e fechar parcerias com influencers são apenas alguns exemplos de ações que não podem ser deixadas de lado. 

Por isso, este post mostra os principais termos de um glossário financeiro. Fique atento para descobrir o que essas palavras e expressões significam e porque elas são importantes em sua rotina. Então vamos lá?

1. Antecipação de recebíveis

Em resumo, a antecipação de recebíveis é definida como a obtenção de recursos financeiros a curto prazo, funcionando da seguinte maneira:

Uma empresa vende diversos produtos a prazo em seu e-commerce. Mas, ela precisa de capital para investir em um determinado setor — seja para contratar funcionários ou uma ferramenta de automação do Instagram.

Com a antecipação de recebíveis, é possível transformar o dinheiro que só viria no futuro em uma oportunidade no presente. Contudo, você deve ter muito cuidado ao tomar essa atitude. As instituições financeiras podem cobrar altas taxas. Então, analise bem todas as opções antes de escolher essa alternativa para o seu negócio. 

2. Break Even Point

O ponto de equilíbrio, tradução literal do inglês, representa o momento em que as despesas e os ganhos financeiros se igualam em uma empresa. O break even point mostra qual é o valor mínimo para manter a gestão longe do vermelho, portanto, você precisa conhecê-lo em detalhes. 

Quem está começando com uma loja virtual, por exemplo, pode ter dificuldades para ter resultados positivos inicialmente — e não há nada de estranho nisso. Dessa forma, fique de olho para descobrir o break even point do seu empreendimento, pois assim você poderá projetar quando o negócio começará a render lucros. 

3. Capital de giro

Glossário financeiro: o que é Capital de giro

O capital de giro indica o valor necessário manter a empresa funcionando. Definir o capital de giro é importante para assegurar o pagamento de fornecedores, da folha salarial dos funcionários e de todas as despesas da empresa. 

Além do mais, ao analisá-lo, você consegue determinar quais são as opções de pagamento para os seus clientes sem colocar em risco a saúde financeira da empresa. 

4. CFOP

O Código Fiscal de Operações e Prestações (CFOP) é formado por uma sequência de 4 dígitos. Identifica a circulação de produtos em todo o Brasil e está presente nas notas fiscais, indicando se é necessário recolher impostos ou não.

O primeiro dígito do CFOP varia entre 1 e 7, determinando o local do destinatário:

  • 1: entrada e aquisição de serviços do estado;
  • 2: entrada e aquisição de serviços de outras unidades federativas;
  • 3: entrada e aquisição de serviços de fora do país;
  • 5: saídas ou prestação de serviços para o estado;
  • 6: saídas ou prestação de serviços para outros estados;
  • 7: saídas ou prestação de serviços para o exterior.

PS: o número 4 não é utilizado.

5. CNAE

A Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) categoriza empresas, instituições públicas, profissionais autônomos e organizações sem fins lucrativos. Desse modo, o controle de ações fraudulentas e a gestão tributária são otimizados, já que as CNAEs são padronizadas no Brasil. 

6. Conciliação Bancária

Todas as despesas e os ganhos de uma empresa precisam ser minuciosamente registrados, certo? Pois bem, a conciliação bancária é a prática que compara o extrato bancário do empreendimento com os dados do controle financeiro interno. 

A sua realização é fundamental para garantir que tudo aconteceu como planejado e que não há erros na gestão. Tenha em mente também que a conciliação bancária evita prejuízos para quem vende por diversos meios de pagamento, como o boleto bancário, cartões de crédito e de débito.

7. Fluxo de caixa

Glossário financeiro: o que é fluxo de caixa

Assim como o termo do glossário financeiro acima, o fluxo de caixa deve fazer parte da rotina de qualquer empreendedor que deseja alcançar resultados melhores. É uma ferramenta contábil que registra tudo o que acontece no dia a dia financeiro de uma empresa. 

Quem atualiza e acompanha o fluxo de caixa diariamente consegue tomar melhores decisões e entender o que está acontecendo com as suas finanças. Isso parece simples, mas, a partir disso, você tem mais autonomia para prever a entrada de dinheiro e, por exemplo, propor melhorias no ambiente interno. 

Geralmente, basta ter uma planilha para controlar o seu fluxo de caixa inicialmente. Porém, com o passar do tempo, as suas atividades podem se tornar complexas e pode ser melhor utilizar um software de gestão financeira para tal. 

8. Lucratividade

É a porcentagem do lucro líquido de uma gestão após a subtração de todas as despesas na produção, no armazenamento e na venda de produtos e de serviços. Em outras palavras, a lucratividade revela quanto você ganha em cada venda. 

E tem mais. A definição de preços precisa se basear em uma lucratividade competitiva, senão os seus concorrentes podem se sair melhor. Além disso, você também pode não conseguir arcar com os custos produtivos. 

9. NCM

A Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) também está presente nas notas fiscais eletrônicas. Ela classifica e identifica os produtos que circulam nos países que fazem parte do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai). 

8 dígitos compõem a NCM:

  • 2 primeiros dígitos – Capítulo;
  • 4 primeiros dígitos – Posição;
  • 6 primeiros dígitos – Subposição;
  • 7º dígito da NCM – Item;
  • 8º dígito da NCM – Subitem.

10. Nota Fiscal

Glossário financeiro: o que é nota fiscal

A Nota Fiscal Eletrônica é um documento digital que formaliza a venda de produtos e a prestação de serviço, dentro e fora da internet. Garante a segurança das informações dos empreendedores e dos consumidores, e é usada para o recolhimento de impostos.

As trocas e os reembolsos também só são garantidos a partir da apresentação da nota fiscal. Quem não a emite pode cometer o crime de sonegação fiscal, portanto, fique atento. Apenas quem é Microempreendedor Individual (MEI) e vende para pessoa física não precisa emitir nota fiscal. 

Os tipos mais conhecidos de notas fiscais são:

10.1. Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e)

A NFS-e é a nota dos prestadores de serviço. Por ser um documento municipal, cada cidade tem autonomia para estipular regras e determinações para a sua emissão. 

Enquanto algumas cidades exigem o uso de um certificado digital para logar no sistema, outras solicitam senha, usuário e frase secreta. Quem quer integrar um ERP com o sistema de uma prefeitura pode ter sérias dores de cabeça no processo, pois existem webservices diferentes. 

Por isso, uma api para nota fiscal é uma solução para quem deseja escalar a emissão de NFS-e em todo o Brasil.

10.2. Nota Fiscal de Produto Eletrônica (NF-e)

A NF-e é o documento usado na venda de produtos físicos em lojas virtuais e físicas. As Secretarias da Fazenda são responsáveis por todo o processo em cada estado. 

10.3. Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e)

A NFC-e é a nota do setor varejista. Esse documento está substituindo o cupom fiscal eletrônico em todo o país. Assim, a sua emissão já é obrigatória em alguns estados, como a Bahia. Por outro lado, a NFC-e em Minas Gerais não terminou o seu processo de implementação. 

11. Rentabilidade

Outro conceito importante, que não pode ser confundido com a lucratividade. A rentabilidade é a taxa percentual que você obtém de lucro em relação aos investimentos que faz em toda empresa. 

Ao ler este conteúdo, você ficou por dentro dos 11 principais termos do glossário financeiro que todo empreendedor deve conhecer. Portanto, a partir de agora, você sabe como cada um é importante para manter o seu negócio no caminho certo. 

Então, continue com a gente e descubra como fazer a consulta de nota fiscal em detalhes!

Esse artigo foi produzido pelo eNotas!

Categoria

Gestão Financeira

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.