Abra sua conta grátis Carregando

Gestão empresarial: deixe um sistema trabalhar por você!

Publicado em 26 de setembro de 2019 (atualizado em 26 de setembro de 2019)
Um homem branco deitado numa cadeira com os braços atrás da cabeça

Será que você entende a importância de recorrer à tecnologia para otimizar a gestão empresarial? Com a transformação digital, se tornou mais fácil lidar com questões relacionadas à produtividade, eficiência de processos e organização. Tudo isso está diretamente ligado à saúde financeira do seu negócio.

Portanto, este artigo foi criado para mostrar como um sistema automatizado pode ser o melhor parceiro da sua empresa e da sua equipe. Aqui, você vai saber como a automação ajuda a otimizar processos e agilizar o fluxo de trabalho.

Caso você tenha uma pequena empresa, não se preocupe: graças ao avanço tecnológico, esse tipo de sistema se tornou acessível e está ao seu alcance. Então, vamos conferir o conteúdo que preparamos, especialmente, para você?

Boa leitura!

O que é gestão empresarial?

Se você ainda está se aprofundando no universo empresarial, é comum não entender termos básicos da área, como “gestão”. De acordo com o Dicionário Financeiro, “gestão é uma área das ciências humanas que se dedica à administração de empresas e de outras instituições, visando fazer com que alcancem os seus objetivos de forma efetiva, eficaz e eficiente”.

Neste sentido, entender o conceito de gestão empresarial e suas particularidades é imprescindível. Esse conceito é ideal para cuidar de todos os aspectos do negócio, desde o controle de estoque e financeiro até o alcance do que foi estipulado no plano de negócios da empresa.

Além disso, cuidar da gestão do negócio pode trazer vantagens como:

  • melhor aproveitamento dos recursos disponíveis;
  • rapidez na identificação e resolução de gargalos operacionais; 
  • facilidade para estruturar um planejamento completo;
  • aperfeiçoamento de processos;
  • aumento da produtividade;
  • satisfação para a equipe.

Visando a obtenção de bons resultados, cada vez mais as empresas adotam modelos complementares de gestão. Dentre elas, estão a estratégica, que identifica pontos fortes e fracos do negócio, e a participativa, que dá voz aos colaboradores.

Checklist de Rotinas para Gestão Financeira

Facilidades da gestão empresarial integrada

Independentemente se você tem uma pequena ou grande empresa, há mais de um setor para gerenciar, certo? Alguns exemplos disso são as áreas de financeiro e vendas, presentes em qualquer organização.

O modelo de gestão empresarial integrada garante uma visão mais abrangente do negócio e permite entender como o funcionamento de determinado departamento afeta os outros. Esse modelo também possibilita entender a relação do negócio com fatores externos, como mercado, clientes, fornecedores e demais parceiros.

Além disso, conectar diferentes setores por meio de sistemas automatizados otimiza o processo de gerenciamento. Um sistema ERP, por exemplo, possibilita que todos os dados referentes à empresa sejam facilmente registrados, visualizados e editados pela equipe e pelos gestores.

Mas, como funciona exatamente?

O ERP centraliza os dados do negócio em um só sistema. Assim, ao abri-lo, é possível conferir os módulos de:

  • cadastros (de clientes, fornecedores, funcionários e transportadoras);
  • orçamentos (inclusão de produtos ou serviços);
  • ordens de serviço (emissão); 
  • controle de vendas;
  • gestão de estoque;
  • emissão de notas fiscais;
  • e ainda relatórios gerenciais.

Dessa forma, se o responsável pelas compras quiser conferir a quantidade de itens no estoque, não é preciso se deslocar para falar com outro colaborador. Para isso, é só acessar o sistema e visualizar o que deseja com facilidade e rapidez.

Veja abaixo como a integração funciona na prática com um ERP!

  1. Ao receber mercadorias do fornecedor, o funcionário pode cadastrá-las no sistema (especificando as características de cada produto, se preferir).
  2. Assim que esse cadastro é feito no ERP, o estoque é atualizado.
  3. A cada venda realizada, é possível emitir boletos bancários e notas fiscais eletrônicas com rapidez, principalmente se determinado cliente também já está cadastrado no sistema.
  4. Os itens vendidos são descontados do estoque automaticamente.
  5. Conforme a necessidade da empresa e dos gestores, é possível emitir relatórios gerenciais completos relacionados, por exemplo, às vendas em determinado período, ao estoque atual, aos produtos devolvidos, aos cadastros e ao financeiro.

E não é só isso! O sistema ainda permite gerenciar atendimentos, ordens de serviço e contratos! Percebe o quanto a integração facilita a gestão?

Deixe um sistema trabalhar por você

Empresários e empresárias precisam tomar decisões rotineiramente, não é? Muitos, no entanto, acabam tomando decisões focadas apenas na redução de gastos e deixam de investir em tecnologias que poderiam ser úteis, justamente, para reduzir gastos por meio da organização de processos.

Para isso, o ER também pode ajudar, uma vez que ele é conhecido como software de gestão empresarial. Fazer a gestão empresarial online, aliás, está se tornando cada vez mais comum e vantajoso.

O uso de sistemas ERP’s integrados traz as seguintes vantagens:

  • aprimora a comunicação interna e, consequentemente, a externa;
  • evita retrabalhos e gastos desnecessários;
  • otimiza o uso do capital de giro;
  • oferece suporte à tomada de decisões;
  • automatiza tarefas;
  • centraliza dados, ou seja, agrupa todas as informações relacionadas aos setores empresariais e suas respectivas operações.

Quando se trata de gestão empresarial, inovações tecnológicas só são válidas se colocam o negócio à frente da concorrência, concorda? E essa ferramenta, certamente, garante uma vantagem competitiva para as empresas que a utilizam.

Logo, deixar um sistema trabalhar por você e ser parceiro do seu negócio pode ser muito útil! Isso porque os softwares como serviço fazem parte de uma tendência que não para de crescer.

Entre os mais qualificados, busque um sistema integrado com opções de facilitadores ou intermediadores de pagamento – com tarifas infinitamente menores que as praticadas pelos grandes bancos.

Tal fusão viabiliza até mesmo integrar o seu contador ao sistema, otimizando sua contabilidade! Por isso, vale a pena contar com esse tipo de sistema que pode revolucionar as pequenas e médias empresas.

Este artigo foi produzido pela GestãoClick

Categoria

Prestadores de Serviço

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.