Abra sua conta grátis Carregando

Segmentação: o segredo para uma boa estratégia de e-mail marketing

Publicado em 29 de setembro de 2014 (atualizado em 12 de fevereiro de 2019)
Estratégias de segmentação de e-mail marketing

Mesmo com todos os avanços e as inúmeras novidades trazidas pelas diversas mídias sociais atualmente disponíveis no mercado, o bom e velho e-mail marketing continua a ser um meio estratégico de divulgação pela internet. Pesquisas indicam que a maioria dos usuários verifica sua caixa de entrada ao menos uma vez por dia. E o correio eletrônico ainda continua a ter uma penetração maior do que as alternativas. No entanto, é preciso ter uma certa cautela na utilização das estratégias de e-mail marketing. Já que uma estratégia mal formulada pode acabar afastando clientes, em vez de aproximá-los. É sempre bom lembrar que quantidade definitivamente não é sinônimo de qualidade.

Qual é a estratégia de envio de e-mails do seu e-commerce? Você considera o envio de newsletters uma boa estratégia de marketing? Se ainda não pensou direito sobre o assunto, a hora é agora! Esse é um ramo do marketing digital que está em constante atualização e transformação.

Nesse artigo, você verá que segredo para uma estratégia de e-mail marketing de sucesso é a segmentação do público. Confira!

Taxa de abertura

Entre os clientes de sua lista de e-mail, quais foram aqueles que assinaram sua newsletter, quais são clientes atuais da empresa e quais foram coletados em determinado evento? Saber essa diferenciação é muito importante. Ela ajuda a  determinar, também, os padrões de acesso, de abertura de e-mails e de consumo de cada um deles.

Um cliente que assinou a newsletter em seu site provavelmente navegou em sua página, conheceu melhor seu produto e suas ofertas e já demonstra interesse efetivo de saber mais informações. Já um cliente que forneceu seu e-mail em uma festa, não necessariamente demonstra o mesmo nível de comprometimento. Essas são as chamadas métricas de vaidade, que podem não gerar resultados concretos para os negócios. Assim, talvez seja interessante segmentar sua estratégia de marketing para esse cliente específico, por meio de códigos promocionais de compra e ofertas exclusivas, por exemplo. Isso aumenta as chances de sucesso da tática e evita a frustração de expectativas por cada cliente.

Seleção de ofertas

Quando sua empresa monta uma lista de e-mails por meio de uma seleção cadastral de clientes, é possível segmentar, também, as ofertas que serão enviadas a cada grupo específico de consumidores. E isso ocorre por vários motivos, desde os padrões de consumo até os horários de acesso à internet.

É interessante notar, ainda, que se sua empresa fornece diferentes newsletters a diferentes clientes, isso não impede que eles concluam a compra, posteriormente, de produtos que não foram focados em seu perfil. O importante é que seu e-mail seja efetivo na atração do cliente e em seu direcionamento até o site. E quanto maior for a segmentação de sua estratégia de marketing, maiores serão as chances de isso acontecer!

Identificação como Spam

O termo spam começou a ser utilizado por internautas para designar mensagens eletrônicas produzidas e enviadas em massa com finalidade exclusivamente publicitária. O spam é visto com maus olhos na estratégia de e-mail marketing. Ele ainda pode contribuir muito para fixar uma imagem negativa junto ao produto ou serviço oferecido. Assim como pode diminuir a reputação do nome da empresa que veicula o spam. Além do mais, os principais serviços de e-mail possuem mecanismos de detecção automática de spam, evitando que a mensagem sequer chegue à caixa de entrada do leitor.

Se você não segmenta a lista de clientes para os quais envia newsletters, sua empresa corre grande risco de ter seus e-mails taxados como spam.  Por isso, se você não quer que o seu conteúdo vá direto para a caixa de spam, a segmentação pode ajudar.

Na medida em que sua empresa envia e-mails indiscriminadamente a vários destinatários, é mais difícil que eles sejam considerados relevantes. Na verdade, o efeito é justamente o contrário. Grande parte das pessoas que os recebem vão taxá-los automaticamente como lixo. É assim que o seu e-mail institucional cai em uma lista negra dos provedores de e-mail.

Definição de público

Ainda que a mensagem não seja percebida como desagradável ou indesejada, um e-mail padrão enviado de forma massiva costuma ser demasiadamente impessoal e genérico. Como consequência, provoca o desinteresse no leitor e acaba não gerando uma boa taxa de abertura. A melhor estratégia é, portanto, segmentar o público que a empresa deseja atingir. Dessa maneira, é possível direcionar um conteúdo mais apropriado para cada tipo de pessoa. Personalização é a alma do negócio.

Quanto maior a segmentação, maior a satisfação de seus clientes, porque as estratégias de marketing serão mais adequadas às suas necessidades e a seus efetivos interesses. Se sua empresa trabalha com produtos para o segmento infantojuvenil, por exemplo, mas também o de terceira idade, não seria melhor que os conteúdos ofertados para esses perfis de clientes também fossem diferenciados?

Se você adota uma estratégia de marketing segmentada, essa possibilidade se torna uma realidade. Dessa forma, cada cliente receberia, por e-mail, somente aquilo que condiz com seu perfil de consumidor. E essa personalização aumenta — e muito! — as chances de sua promoção de produtos ser mais eficiente!

Segmentação de e-mail marketing eficiente

O segredo para aumentar a taxa de abertura e a eficácia geral da estratégia está em oferecer ao destinatário exatamente aquilo que ele quer receber. Só que, certamente, cada um quer uma coisa diferente. Diante da impossibilidade técnica de se oferecer um conteúdo individualmente personalizado, um simples agrupamento de pessoas em uma pequena quantidade de segmentos aumenta muito as chances de abertura do material. Um cliente que tenha assinado sua newsletter, por exemplo, já demonstrou predisposição em receber e-mails. Então ele não deve ser tratado da mesma forma que um cliente antigo cadastrado. Ou, ainda, como uma pessoa que possivelmente ainda nem conhece seus produtos ou serviços. Portanto, a segmentação na estratégia de e-mail marketing possibilita enviar ofertas direcionadas, proporcionando ao destinatário uma sensação de conforto. Contribui-se, assim, para a fidelização do cliente.

Podemos concluir que o número de mensagens enviadas pode até ser um indicador importante no contexto da divulgação pela internet. Sobretudo por fatores como a praticidade que oferece e pelo alcance que proporciona. No entanto, existem aspectos ainda mais relevantes a serem levados em consideração. Pode-se destacar a qualidade e compatibilidade do conteúdo com o perfil do destinatário, por exemplo. Nesse sentido, a otimização da estratégia empregada só pode ser alcançada com a manutenção de um banco de dados sólido que tenha por base uma divisão em segmentos.

E então, pronto para rever sua estratégia de e-mail marketing? Como pretende fazer a segmentação do seu público-alvo? Comente e nos acompanhe nas nossas redes sociais Facebook, TwitterInstagram e Linkendin!

Categoria

E-commerce

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.