Abra sua conta grátis Carregando

Carteira de cobrança: o que é e como funciona?

Publicado em 15 de fevereiro de 2018 (atualizado em 24 de maio de 2019)
Carteira de Cobrança

Encontrar maneiras de otimizar a gestão financeira de empreendimentos é uma preocupação constante de qualquer empresa. Uma das formas mais procuradas de melhorar o desempenho dos processos de pagamento é a criação de uma carteira de cobrança registrada.

A carteira de cobrança registrada é uma forma de emissão de boletos, vinculada a uma instituição financeira, que auxilia na criação de uma organização favorável ao acompanhamento e à cobrança de pagamentos.

Se você não conhece essa forma de acompanhar vendas e realizar cobranças, continue lendo. Assim, você vai entender suas opções e vantagens proporcionadas e como pode melhorar a gestão de vendas e pagamentos.

O que é a carteira de cobrança registrada?

A carteira de cobrança registrada é uma forma de vincular os boletos gerados pela sua empresa a um banco.

Nesse sistema, para cada boleto gerado, a empresa deve notificar o banco, que então será responsável por acompanhar e monitorar o pagamento. Dessa forma, o banco vinculado registra qualquer informação relevante, como alterações de dados, prazos de pagamento, pagamentos atrasados etc.

Desde dezembro de 2016, por decisão da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), todas as empresas são obrigadas a adotar a carteira de cobrança registrada para gerenciar os pagamentos.

Essa mudança teve como propósito gerar mais previsibilidade e segurança aos processos de compra e venda. Além disso, pretende garantir uma gestão mais eficaz dos compromissos criados entre empresas e consumidores.

Naturalmente, adotar uma carteira de cobrança implica no pagamento de valores e taxas adicionais, uma vez que o banco será responsável por realizar e acompanhar o processo e, até mesmo, garantir o pagamento por meio de cobranças.

Isso tudo garante à gestão da empresa mais tranquilidade em relação aos pagamentos e mais tempo disponível para administrar outras questões.

Quais são os tipos de cobrança?

Uma carteira de cobrança registrada oferece algumas opções diferenciadas para cobrança, que destacamos a seguir. Veja quais são as particularidades de cada uma:

Cobrança simples

O boleto é registrado para cobrança. Portanto, logo que é paga a cobrança, a transação é realizada dentro do prazo definido pelo documento. Neste documento, é permitido colocar instruções de alteração, como prazo de vencimento e concessão por abatimento.

Esse é um serviço fornecido pela instituição financeira para a empresa, sendo responsabilidade dela realizar a cobrança e creditar o valor correspondente para a empresa.

Cobrança rápida

A cobrança rápida é a modalidade preferida pelas empresas cujo serviço favorece uma relação continuada com os clientes e têm prazo de faturamento curto. Basicamente, para as cobranças rápidas, os bancos fornecem documentos pré-impressos ou um tipo específico de software. Essas ferramentas permitem que a empresa emita os seus próprios boletos.

Logo esse é um serviço no qual a emissão de boletos é feita pela própria empresa, e as respectivas informações são registradas pelo banco. Essa modalidade ainda permite abatimentos, prorrogação de vencimento e descontos financeiros.

Cobrança indexada

Esse tipo de cobrança não tem um valor fixo, pois ela está ligada a um indexador. Portanto, o valor cobrado variará de acordo com o índice com o qual está associado. Então, ele pode mudar conforme a data de pagamento ou, por exemplo, a cotação do dólar.

Isso quer dizer que o valor a ser cobrado está sujeito a alterações que não estão sob controle da empresa ou instituição financeira contratada. A cobrança indexada é muito comum quando está ligada a compras internacionais ou sujeitas a alíquotas e impostos passíveis de variação econômica sazonal.

Cobrança vinculada

Na cobrança vinculada, o banco informará antecipadamente à empresa os valores dos boletos segundo sua data de vencimento. Assim, o valor é ofertado em forma de crédito, de duas maneiras diferentes.

Caucionada

O banco fornece à empresa um valor por empréstimo e, como garantia, recebe da empresa títulos de cobrança; assim, quando um título é pago, o valor é abatido da dívida ou substitui-se a garantia, funcionando dessa forma como uma garantia de operação de crédito.

Descontada

A cobrança é vinculada a uma operação de desconto, onde o banco torna-se o credor dos títulos; para que isso seja possível, cobram-se juros, e a empresa responsabiliza-se em caso de não pagamento, sendo obrigada a restituir os valores devidos ao banco.

Cobrança direta

Um boleto pré-impresso é fornecido ao cliente ou é gerado por meio de software concedido pelo banco. Assim, o registro é realizado por uma via do boleto que a empresa pode arquivar e acompanhar.

Essa modalidade proporciona o registro das cobranças por meio de sistemas próprios que a empresa pode controlar. Nela, o cliente ainda pode ter acesso às cobranças por meio dos boletos pré-impressos, bloquetos eletrônicos ou por DDA (Débito Direto Automático).

Qual é a melhor modalidade?

O importante na hora de escolher e adotar um tipo de cobrança é compreender cada modalidade. Elas se ajustam a propósitos diferentes e geram vantagens para os negócios que se encaixem na proposta.

Carteira de Cobrança: Modalidades

Por exemplo, como foi abordado, a cobrança rápida é a melhor opção para empresas que trabalham com um prazo de faturamento curto e dependem de uma relação continuada com os seus clientes.

Desse modo, para escolher qual tipo de cobrança adotar, o mais recomendado é que os gestores da empresa realizem uma reflexão interna. O objetivo é responder a algumas questões, como:

  • por que adotar uma carteira de cobrança?
  • o que se espera alcançar com essa mudança?
  • qual o objetivo a ser atingido?
  • como cada uma das modalidades pode ajudar a gestão de pagamentos?
  • de acordo com o perfil do empreendimento, qual modalidade encaixa-se melhor ao que se deseja alcançar?

Uma vez que cada modalidade atende a necessidades diferentes, não existe uma que seja melhor que as outras.

Portanto, para que a carteira de cobrança seja realmente uma ferramenta para facilitar a gestão de pagamentos, é preciso que a empresa tenha claros as suas necessidades e os seus objetivos ao optar por uma ou outra modalidade.

Existem muitas formas de otimizar a gestão de um negócio além da carteira de cobrança. Se você quer receber as melhores informações, assine nossa newsletter e seja o primeiro a saber sobre novas ferramentas, tecnologias e mudanças na legislação. Quer saber mais? Então acompanhe-nos e mantenha-se atualizado! Portanto, siga no Facebook, Twitter, Instagram e Linkendin!

eBook grat

Categoria

Gestão Financeira

Ver todos os posts desta categoria

Gostou do que viu por aqui?

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos exclusivos sobre tecnologia de pagamentos e gestão, para alavancar de vez os seus negócios.