Carnê: como funciona essa forma de pagamento | Gerencianet

Blog da Gerencianet

Pagamentos on-line, empreendedorismo e e-commerce

Carnê: como funciona essa forma de pagamento

Editor Gerencianet

22/08/2019

Você que já possui ou pensa em abrir o seu próprio negócio, deve saber que é importante se planejar para que o seu potencial cliente opte pelos seus produtos e serviços. Nesse sentido, oferecer formas variadas de pagamento pode influenciar essas ações de forma positiva.

Uma pesquisa realizada em 2017 pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revela dados que devem ser considerados. Segundo o estudo, três em cada dez brasileiros (27%) utilizaram o crediário para realizar compras, parcelando em cartões de loja ou com carnês e boletos.

Assim, é possível perceber que, mesmo com a ascensão do cartão de crédito, ainda há consumidores que optam pelo carnê. Para quem não possui conta em banco e ainda prefere parcelar, essa é uma alternativa de pagamento.

Levando em consideração a crise que o país está passando e, com isso, a contenção de gastos por parte do consumidor, o carnê de pagamento é uma saída tanto para quem quer comprar, quanto para quem quer vender. Já em relação ao empresário, ele é uma boa alternativa porque ajuda a prever uma renda mensal.

Leia a seguir como gerar carnês, suas vantagens e desvantagens e como oferecer essa opção de pagamento na sua empresa.

Como funcionam os carnês de pagamento

Carnês são vários boletos emitidos para pagamentos de vendas parceladas ou de serviços determinados mensalmente. Ele é utilizado para realizar pagamentos mensais com data de vencimento pré acordada com o prestador de serviço ou vendedor.

Geralmente, a recorrência do carnê é mensal. Portanto, se o primeiro vencimento for no dia 10/06, o padrão seguirá para os próximos meses: 10/07, 10/08, e assim por diante. Esse é um meio de pagamento utilizado por provedores de internet, escolas, cursos online e prestadores de serviços continuados.

Para lojas virtuais e profissionais autônomos, essa pode ser uma boa opção para diminuir os atrasos nos recebimentos.

Diferenças entre carnês e boleto bancário

Por serem métodos de pagamentos em que a emissão de cobranças é realizada com valores e datas definidas, você pode achar que boletos bancários e carnês são iguais. Mas, há diferenças entre essas cobranças quanto a sua utilização. Veja:

Boleto

O boleto bancário é um meio de pagamento muito utilizado por consumidores brasileiros. De acordo com pesquisas, são emitidos mais de 3,6 bilhões de boletos todos os anos.

Esse é um título de cobrança que oferece várias opções de pagamento para o cliente. Assim que o boleto é gerado, ele pode ser pago em bancos, correspondentes bancários, lotéricas e até em aplicativos  ou Internet Banking. Como esse método oferece várias vantagens para o consumidor, pode ser uma boa alternativa utilizá-lo se você possui um e-commerce, é um profissional autônomo ou é gestor de uma pequena ou média empresa.

Além disso, com o boleto, o cliente não precisa fornecer dados bancários. Portanto, ele é considerado uma opção segura de realizar o pagamento para uma compra feita pela internet.

Quando a sua empresa oferece esse tipo de pagamento, há ainda outros benefícios, como:

  • a possibilidade de cobrança de juros e multa;
  • o processo de emissão ágil e com baixo custo;
  • a oportunidade de oferecer descontos para pagamentos à vista;
  • a facilidade de pagamento mesmo após a data de vencimento.

Vale lembrar que todos essas vantagens encontradas na utilização do boleto bancário, também podem ser atribuídas ao carnê. A principal diferença entre os dois meios de pagamento está relacionada a forma de utilizá-los.

O boleto é utilizado para compras em que será paga uma única parcela, tanto para serviços, quanto para produtos. Mas se o pagamento for realizado em forma de mensalidade ou para compras parceladas, o carnê é a opção adequada. Veja a seguir mais informações sobre o carnê.

Carnê

Utilizar o carnê como forma de pagamento não é tão comum quanto optar pelo boleto bancário ou cartão de crédito. Mas, ainda assim, três em cada dez brasileiros escolhem essa alternativa na hora de realizar uma compra. Muitas lojas ofereciam o carnê antigamente em suas unidades físicas. Essa era a opção de pagamento utilizada por pessoas com poder aquisitivo mais baixo e que não tinham acesso aos cartões de créditos de forma facilitada, como acontece nos dias atuais.

Ainda de acordo com a pesquisa do SPC e CNDL, hoje a classe que mais utiliza o carnê são as C, D e E. Os itens mais comprados são roupas e calçados (42%), seguidos de eletrônicos (21%), móveis (14%) e eletrodomésticos (10%). Mas esse método também é utilizado por clientes que desejam financiar veículos, imóveis, faculdade e outros.

Ele pode ser utilizado pelo trabalhador autônomo, que não tem renda fixa, e também não possui conta em banco. Para isso, é necessário estar com as contas em dia e não  ter o nome inscrito no SPC ou Serasa.

O carnê também é uma boa opção por dar a oportunidade de realizar compras com um valor mais alto. Assim, o cliente, após fazer o carnê, sabe exatamente o valor que irá pagar a cada mês. E ainda, a data de vencimento de cada parcela.

Esse método também é ideal para aquele consumidor que deseja ter mais controle das suas dívidas. Ele só deve ficar atento para não pagar após o vencimento, já que serão acrescidos juros e multas. Mas, se isso acontecer e o cliente não conseguir manter o pagamento em dia, com o carnê é mais fácil renegociar a dívida.

Vantagens em utilizar carnês

Mais flexibilidade nos pagamentos

A primeira vantagem do carnê é que a sua empresa vai oferecer mais de uma opção de pagamento para o seu cliente, além do boleto bancário e do cartão de crédito. Isso, por si só, já faz com que a experiência dele com sua empresa seja ainda melhor.

Maior previsibilidade nas finanças

Esse método de pagamento auxilia na manutenção, mês a mês, da renda fixa e ainda pode diminuir o atraso nos recebimentos. Com a crise financeira, os consumidores estão pesquisando mais os preços e as formas de pagamento. Um dos motivos é que assim eles podem contar com um valor e método de compra que caiba no seu bolso.

Facilidade no parcelamento

O carnê faz com que uma compra em um valor alto seja parcelada de mais vezes. Por isso, ele é uma boa opção para quem não possui o valor integral no momento da compra.

Nesse sentido, é preciso considerar que muitos consumidores preferem não adquirir cartão de crédito devido a taxas de juros cobradas. Além disso, há aqueles que não possuem conta em banco. Para esses clientes que precisam pagar mensalidades, o carnê é uma boa alternativa.

Cobrança de juros e multas simplificada

Se o cliente atrasar o pagamento e quitar a fatura do mês somente após a data determinada, a empresa tem a opção de cobrar ou não juros e multas no momento em que o pagamento for efetuado. Nesse caso, o valor pode permanecer o mesmo por um tempo depois do vencimento ou podem ser acrescidos a soma dos juros e multas já no primeiro dia após o vencimento da fatura. Isso vai depender da configuração de cobrança estabelecida.

Como Calcular Juros e Multas de um Boleto

Como emitir carnê de forma facilitada

Agora que você já entendeu como funcionam os carnês e quer oferecer esse tipo de pagamento na sua empresa, receber as cobranças com um sistema de pagamentos pode facilitar a sua gestão. O intermediador fica responsável por fazer a ponte com as instituições financeiras, manter a segurança dos dados dos clientes e garantir que os valores dos recebimentos sejam repassados ao vendedor do produto ou prestador do serviço.

Para gerar um carnê de forma facilitada, é importante contar com um intermediador de pagamentos. Vale lembrar que, desde o ano passado, seguindo uma determinação da Federação Nacional dos Bancos (Febraban) todos boletos e carnês gerados são registrados.

Na Gerencianet, por exemplo, as normas da Nova Plataforma de Cobranças são cumpridas. Apesar disso, sua empresa não paga tarifas de emissão ou baixa manual. Somente é cobrada a tarifa em caso de pagamento confirmado.

Em plataformas como a Gerencianet, você consegue gerar boletos e carnês de forma facilitada, sem burocracia, seja você Pessoa Física ou Jurídica. A implementação pode ser realizada para grandes ou pequenas quantidades de recebimentos, possuindo convênio bancário ou não.

Além de ferramentas para emissão da cobrança, o sistema oferece a gestão completa de boletos e carnês, clientes e serviços. Tudo isso no mesmo local, fazendo com que você realize todo o processo com segurança. Além disso, sem burocracia e de forma rápida, já que todas as funcionalidades são unificadas e integradas.

Quero Emitir Boletos e Carnês Agora Mesmo

Depois de conhecer todas as informações sobre carnês, conheça também as vantagens e desvantagens de pagamentos realizados com cartão de crédito e com boleto bancário! Leia  sobre esses tipos de pagamento online e ofereça mais opções de pagamento para o seu cliente.  

Categoria

Formas de Pagamento

Ver todos os posts desta categoria

Os melhores conteúdos sobre tecnologia de pagamentos e gestão na sua caixa de entrada.

Deixe seu e-mail e receba gratuitamente:

Carregando...