Adquirente e subadquirente: como escolher o melhor meio de pagamento? | Gerencianet

Blog da Gerencianet

Pagamentos on-line, empreendedorismo e e-commerce

Adquirente e subadquirente: como escolher o melhor meio de pagamento?

Editor Gerencianet

02/08/2019

Adquirente e subadquirente

Organizar e gerenciar uma plataforma de negócio online requer uma série de decisões e planejamentos. E é essencial pensar desde o layout do site até a logística para a prestação dos serviços. Nesse contexto, uma das questões mais importantes é a escolha do meio de pagamento utilizado. Afinal, qual é melhor entre adquirente e subadquirente?

Para definir de forma segura e consciente, é preciso saber como cada um deles funciona. Além disso, saber quais são as vantagens e desvantagens dos adquirentes e subadquirentes. Então, para ajudar você, é justamente disso que trataremos neste post.

Continue lendo e entenda as principais características dos meios de pagamento adquirente e subadquirente. Assim, você pode definir qual é a melhor opção para o seu negócio online!

Quais são as diferenças entre o pagamento adquirente e subadquirente?

Os pagamentos adquirentes são feitos pelas operadoras de cartão, que processam as transações efetuadas por meio de débito ou crédito e liquidam o valor da venda para você, com o desconto de uma taxa pelo serviço.

Nessa modalidade, as operadoras são responsáveis pela comunicação direta com as bandeiras de cada cartão, bem como os seus bancos emissores. Elas repassam o valor da compra para você em até 30 dias. Dependendo do seu contrato com a empresa, os pagamentos parcelados são recebidos de modo direto ou de acordo com cada parcela.

Por sua vez, os pagamentos subadquirentes estão relacionados às intermediadoras de pagamento. Ou seja, elas organizam todo o processo de venda e liquidação para, depois, repassar o valor à sua empresa, servindo de conexão entre você, seu cliente e os adquirentes (como Cielo e Rede).

eBook grat

Quais são as vantagens e desvantagens de cada um?

Pagamento adquirente

Uma das maiores vantagens do meio adquirente é que ele proporciona um checkout transparente e seguro. E ele acontece dentro do ambiente do seu negócio online.

Por outro lado, além da tarifa pelo serviço — que é descontada de cada pagamento processado — as operadoras de cartão também cobram pela contratação de serviços adicionais, como proteção antifraude e emissão de boleto bancário.

Pagamento subadquirente

A inclusão integral desses serviços é um dos benefícios do pagamento subadquirente, que substitui gateways, bancos, conciliação bancária e sistemas antifraude. Com ele, você paga uma tarifa percentual e, dependendo do tipo de contratação, um valor fixo a cada transação efetuada.

Outra vantagem é que esse método é de fácil integração, caso haja a necessidade de usá-lo ao lado de outros sistemas do seu negócio online.

Além disso, o subadquirente não fica atrás no quesito conversão. Isso acontece porque a ferramenta de checkout transparante, disponibilizada por alguns intermediadores, como a Gerencianet,  elimina a necessidade de que seu cliente seja levado para outro ambiente para quitar a sua compra. Dessa forma, você aumenta as suas taxas de conversão.

Como Utilizar o Boleto para Pagamentos Recorrentes

Como escolher o melhor para o seu negócio online?

Considerando suas peculiaridades, fica claro que o os modelos adquirente e subadquirente apresentam tanto benefícios quanto desvantagens. Sendo assim, não existe uma escolha certa ou errada, e sim aquela que melhor se encaixa no seu negócio.

Vejamos, então, o que você deve levar em consideração para escolher o melhor método!

Tipos de serviços

O fato de o pagamento adquirente cobrar um adicional para a emissão de boleto não será uma desvantagem se o seu negócio não utilizar boletos. No entanto, é sempre importante oferecer mais de uma opção de pagamento ao seu cliente.

Sendo assim, analisar o que você vende e os serviços ofertados pelas operadoras, bem como cada um se relaciona com o outro, vai ajudá-lo a escolher o modelo mais alinhado às suas reais necessidades.

Taxas de pagamento

O custo-benefício e o orçamento da sua empresa também devem ser considerados nessa decisão. Enquanto o modelo adquirente cobra separadamente por serviços adicionais, o subadquirente inclui várias funcionalidades.

Perfil do cliente

A experiência do cliente é importantíssima, então, considere suas preferências. Seu consumidor prefere pagar por boleto? Descubra o que ele prefere e como se comporta quando faz uma transação online!

Enfim, agora que você já conhece como funcionam os pagamentos adquirente e subadquirente, está apto a escolher a melhor opção para o seu negócio online. Não tenha dúvidas: acertando nessa decisão, s sua empresa vai cada vez mais longe!

E aí, gostou deste post? Então aproveite para compartilhá-lo nas redes sociais, para que os seus seguidores também fiquem por dentro do assunto!

Manual Financeiro para Empreendedores

Categoria

Formas de Pagamento

Ver todos os posts desta categoria

Os melhores conteúdos sobre tecnologia de pagamentos e gestão na sua caixa de entrada.

Deixe seu e-mail e receba gratuitamente:

Carregando...